Chefão da MotoGP se diz “profundamente” triste com perda de amigo Gresini

O chefão da MotoGP e diretor-executivo da Dorna, promotora do Mundial, destacou a grande perda que a categoria sofreu com a morte do dirigente

Carmelo Ezpeleta tratou de dizer algumas palavras após a morte de Fausto Gresini nesta terça-feira (23), em decorrência da Covid-19. O diretor-executivo da Dorna, promotora do Mundial, se disse profundamente triste pela perda de um amigo e alguém que tinha tanto apreço.

O paddock do Mundial de Motovelocidade acordou de luto. Após dois meses internado em uma árdua batalha contra o novo coronavírus, o chefe da Aprilia e bicampeão das 125cc acabou perdendo a batalha.

Diversas figuras do esporte se manifestaram nas redes sociais como forma de homenagem ao dirigente. Nomes como Marc Márquez, Joan Mir e Jorge Martín, ex-piloto comandado por Gresini, trataram de mandar mensagens.

Ezpeleta lamentou a perda do amigo Gresini. Na foto, o dirigente está com Simoncelli (Foto: Honda)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O chefão da MotoGP também não ficou de fora. “Estou profundamente triste com a morte de Fausto. Era um excelente amigo o qual gostava muito. Acompanhei de perto as notícias de sua condição e tive sorte de falar com ele, mesmo quando esteve no hospital”, disse.

“Lamento sofrer uma perda como esta no paddock e gostaria de enviar minhas profundas condolências à sua família, amigos e membros da sua equipe”, concluiu.

O Mundial, em conjunto com a Dorna, tratou de fazer suas homenagens ao ‘lendário italiano’, como foi chamado. Além de publicar um texto em que exaltou a carreira do ex-piloto, também relembrou uma entrevista feita em 2017, 25 anos após sua última vitória nas 125cc.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube