MotoGP

Chefão da KTM promete pressionar “decepção” Zarco “até que ele entregue performance no nível apropriado”

Diretor-executivo da KTM, Stefan Pierer disparou conta Johann Zarco e sugeriu que a dificuldade do francês é de fundo psicológico. Dirigente colocou o #5 como decepção e classificou a performance exibida até aqui como “simplesmente inaceitável”

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Resultado de imagem para emoji racing Grandes Entrevistas: Luca Marini
🏍️ Confira a classificação do Mundial de MotoGP após o GP da Espanha

O clima na KTM não é dos melhores para Johann Zarco. Diretor-executivo da marca austríaca, Stefan Pierer classificou o #5 como uma “decepção” e prometeu pressionar o francês “até que ele entregue uma performance no nível apropriado” na MotoGP.
 
Passadas as quatro primeiras provas da temporada 2019, Johann tem apenas a 18º colocação no Mundial, com sete pontos, 14 a menos que Pol Espargaró, o 11º. O estreante Miguel Oliveira, da satélite Tech3, tem os mesmos sete pontos de Zarco e aparece uma posição à frente na tabela.
 
Falando à publicação inglesa ‘Autosport’, Pierer classificou a atuação de Zarco como “simplesmente inaceitável” e sugeriu que as dificuldades são de fundo emocional.
Johann Zarco foi duramente criticqado pelo chefe da KTM (Foto: Philip Platzer/KTM)
Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #16: Devemos amar Senna acima de tudo e todos? E domínio da Mercedes torna F1 chata?

 Ouça no Spotify
 Ouça no iTunes
 Ouça no Android
 Ouça no playerFM

“A performance de Johann é simplesmente inaceitável”, disse Pierer. “Ele está tendo problemas, mas é uma coisa psicológica dele”, continuou.
 
Ainda, o dirigente considerou que a separação de Laurent Fellon, o agente que negociou a mudança para a KTM, também teve um impacto no desempenho de Johann. 
 
“Recentemente, ele se separou do agente de uma vida, o homem que o colocou onde ele está agora”, explicou. “As pessoas em torno dele estão criando mais complicações agora do que qualquer outra coisa”, disparou.
 
“Neste nível de competição, o último passo é sempre psicológico”, avaliou. 
 
Na visão de Pierer, Zarco tem de aceitar que não está mais em uma Yamaha e se adaptar ao estilo exigido pela RC16.
 
“Além disso, ele tem de aceitar que a nossa moto não é uma Yamaha com seus quatro cilindros em linha”, sublinhou. “Eu mesmo vou pressioná-lo até que ele entregue uma performance no nível apropriado com as nossas metas, isso é claro”, assegurou. 
 
Enquanto Zarco foi alvo de criticas, Pierer se disse satisfeito com Oliveira e avaliou que a fábrica austríaca vai conquistar suas metas para este terceiro ano na MotoGP. Até aqui, a KTM soma 21 pontos ― sete a mais do que no mesmo ponto da temporada passada ―, mas é a última colocada no Mundial de Construtores. 
 
“Acho que nossas expectativas na MotoGP serão alcançadas em nosso terceiro ano, mas o progresso é maior do que os pontos mostram”, considerou. “Como eu disse, a decepção é Zarco, ele não está à altura”, disparou.
 
“Por outro lado, estou muito feliz com Miguel”, concluiu.


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.