carregando
MotoGP

Chefe admite que faltava à Yamaha “um piloto de testes do calibre de Lorenzo”

Chefe da Yamaha, Massimo Meregalli ressaltou o impacto do trabalho de Jorge Lorenzo como piloto de testes. O dirigente avaliou que o #99 mudou “muito como pessoa”

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Massimo Meregalli avaliou que a Yamaha sentia falta de um piloto de testes do “calibre” de Jorge Lorenzo. O #99 voltou ao time de Iwata no fim do ano passado, depois de uma passagem frustrante pela Honda.
 
Lorenzo conquistou seus três títulos na MotoGP montado na YZR-M1, mas deixou a Yamaha no fim de 2016 para correr pela Ducati. Depois de dois anos com a Desmosedici, o espanhol de Palma de Maiorca fechou com a Honda para formar um ‘dream team’ com Marc Márquez, mas a falta de desempenho levou o tricampeão à aposentadoria na metade do contrato.
 
Jorge, porém, ficou pouco tempo longe da classe rainha do Mundial de Motovelocidade, já que fechou com a Yamaha para ser piloto de testes.
Valentino Rossi e Jorge Lorenzo (Foto: Reprodução)
Paddockast #54
NO ANO DA DANÇA DAS CADEIRAS, QUEM DEVE FICAR SEM CONTRATO


Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Acho que o problema da Yamaha era não ter um piloto de testes interno do calibre de Lorenzo, que é um piloto rápido”, disse o chefe do time em entrevista ao site italiano ‘GPOne’. “No passado, talvez os pilotos costumassem usar algumas indicações e, consequentemente, descartavam algumas coisas imediatamente, enquanto Lorenzo tem a habilidade de levar a moto ao limite e pilotá-la naturalmente”, seguiu. 
 
“Me lembro do teste de Sepang, onde fui assisti-lo na beira da pista, e, no fim do teste, ele me disse que tinha encontrado a que costumava ser a moto dele”, contou.
 
Ainda, Meregalli admitiu que conta que Lorenzo vá dar indicações em relação às outras motos com que competiu na MotoGP. 
 
“Desde que Jorge voltou à Yamaha, vi que ele mudou muito como pessoa e estou convencido de que ele usará toda a experiência que acumulou nos últimos anos com Honda e Ducati, indicando qualquer força das outras motos”, encerrou. 
 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.