Chefe da Forward mira “escrever nova história” com time renovado e vê Granado de volta à Moto2 no “momento certo”

Chefe da Forward, Giovanni Cuzari avaliou que é o momento certo para Eric Granado voltar à Moto2. Com a equipe repaginada para 2018, dirigente espera escrever uma nova história na classe intermediária do Mundial de Motovelocidade

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Forward vai para a temporada 2018 da Moto2 completamente repaginada. Titulares do time neste ano, Lorenzo Baldassarri e Luca Marini foram para Pons e VR46, respectivamente, e vão dar lugar a Stefano Manzi ― que deixa o time de Valentino Rossi ― e Eric Granado, campeão do Europeu de Moto2.
 
Chefe da Forward, Giovanni Cuzari recebeu o GRANDE PRÊMIO em Valência, palco da etapa final da temporada 2017 da Moto2, contou que espera escrever uma história diferente depois de um ano que não saiu como esperado.
Giovani Cuzari avaliou que é o momento certo para Eric Granado voltar à Moto2 (Foto: Forward)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Normalmente, eu sou um cara positivo, mas, falando honestamente, 2017 não foi exatamente o que eu esperava”, disse Cuzari. “De qualquer forma, as corridas são assim. Ainda que você espere estar na frente, é possível que não aconteça por alguma razão ― as motos, eu, os pilotos, os mecânicos e também porque a Moto2 é muito difícil, pois, como você pode ver, em 1s temos quase 20 pilotos”, seguiu.
 
Com o time repaginado, Cuzari acredita que vai para 2018 com uma página em branco onde poderá recomeçar.
 
“O que eu espero? Eu espero que eles façam um bom trabalho. Eric é jovem, Stefano também”, afirmou. “Nós temos um papel em branco diante de nós e precisamos escrever uma nova história. Só isso”, explicou.
 
De volta ao Mundial de Moto2 após cinco temporadas de ausência, Granado ganhou uma segunda chance em um esporte não é conhecido por tal, mas Cuzari acredita que o brasileiro retorna ao campeonato no momento certo.
 
“Eu me lembro muito bem, porque ele estava com a JiR”, recordou Giovanni. “Eu acho que agora é o momento certo para Eric ficar aqui”, opinou.
 
Indagado pelo GP se a performance na temporada 2017 do Campeonato Europeu foi chave para que o brasileiro recebesse uma nova chance no Mundial, Cuzari não titubeou: “Sim. Eu tento escolher pilotos que já correram no CEV e Eric está tentando vencer no CEV”.
 
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube