Chefe da Honda coloca Márquez como favorito ao título, mas reconhece força dos rivais: “Todos têm a mesma chance”

Chefe da Honda, Livio Suppo avaliou que, como campeão vigente, Marc Márquez abre a temporada 2017 da MotoGP como favorito ao título. Dirigente reconheceu, entretanto, que a marca da asa dourada terá uma concorrência forte e tudo pode acontecer

 

Os testes da pré-temporada nem sequer começaram, e Marc Márquez já ganhou o rótulo de favorito ao título da MotoGP. Na visão de Livio Suppo, chefe da Honda, a condição de campeão vigente coloca o #93 nesta posição, ainda que a concorrência em 2017 seja bastante forte.

 
Falando ao jornal italiano ‘Corriere dello Sport’, Suppo avaliou que Márquez começa o ano como favorito, mas reconheceu que a defesa do título será difícil.
Livio Suppo colocou Márquez como favorito ao título da MotoGP (Foto: Repsol)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Ele venceu três dos últimos quatro mundiais e é o atual campeão mundial — é lógico que ele comece como favorito, mas também é verdade que começamos do zero a cada ano, com todos tendo a mesma chance de vencer”, disse Suppo.
 
Em uma categoria de competição forte, o chefe da Honda não deixa ninguém de fora na briga pelo título.
 
“A Yamaha é muito forte e tem um ótimo time com [Valentino] Rossi e [Maverick] Viñales”, apontou. “Aí tem a Ducati que, com Jorge Lorenzo, deve dar outro passo à frente, e a Suzuki que, se continuar a crescer como fez em 2016, é, definitivamente, outra para ficar de olho. Também porque Andrea Iannone provou que é um piloto vencedor no GP da Áustria”, continuou.
 
2016 também mostrou que a Honda tem outros dois pilotos capazes de vencer: Jack Miller e Cal Crutchlow.
 
“Foi o ano em que Jack provou a si mesmo na categoria. Quanto a Cal, acho que ele voltou ao nível de performance que tinha na Yamaha com a Tech3”, avaliou. 
 
Tito Rabat e Dani Pedrosa, por outro lado, viveram um ano muito mais difícil na temporada passada. E por razões diferentes.
 
“Tito teve muitas dificuldades em 2016, mas também por conta de nossos problemas com a eletrônica. Ele trabalha duro e eu espero uma melhora significativa”, avisou Suppo. “Quanto a Dani, ele também sofreu com a nova eletrônica no começo, mas aí venceu em Misano. Se ele não tivesse se machucado, poderia ter vencido mais corridas, tenho certeza disso”, apostou.
 
Por fim, Suppo foi categórico ao afirmar que a RC213V não vai sofrer em 2017 como na temporada passada, já que a Honda conseguiu evoluir o protótipo usando a experiência do ano passado.
 
“As carenagens da Honda foram criadas sem asas, que foram adicionadas depois, então não teremos nenhum problema. Felizmente, nós resolvemos os problemas com a ECU e com o software unificado que nos penalizaram em um determinado nível na primeira parte da temporada quando as pessoas estavam dizendo que o único piloto capaz de lidar com a nossa moto era Marc”, concluiu.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube