Chefe da MotoGP elogia “especial e carinhoso” Hayden e lembra alegria na entrada ao rol das Lendas: “Não esperava”

Diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial de Motovelocidade, Carmelo Ezpeleta elogiou o “especial e carinhoso” Nicky Hayden e afirmou que vai guardar na memória a alegria do norte-americano com a introdução no rol das Lendas da MotoGP

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;


Diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial de Motovelocidade, Carmelo Ezpeleta aproveitou o GP da Itália para falar sobre a morte de Nicky. Campeão de 2006 da MotoGP, o #69 morreu no último dia 22 em decorrência das lesões sofridas ao ser atropelado enquanto pedalava nas cercanias de Rimini, na Itália.

Ao diário espanhol ‘AS’, Ezpeleta falou sobre o luto vivido pelo campeonato justamente um ano depois da morte de Luis Salom em consequência de um acidente sofrido durante um treino livre para a etapa da Catalunha da Moto2 e se mostrou incrédulo com a circunstância da morte do piloto do Kentucky, nos Estados Unidos.
Carmelo Ezpeleta nomeou Nicky Hayden uma Lenda da MotoGP em 2015 (Foto: Divulgação/MotoGP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Sempre disse que isso é o pior deste esporte”, começou Ezpeleta. “O que aconteceu com Nicky não foi em uma corrida, mas nos damos conta da pouca segurança que temos. Que Nicky tenha partido por conta de um acidente de bicicleta em um cruzamento… Não tem sido fácil desde um pouco antes de Le Mans”, seguiu.
 
O dirigente falou, também, da memória que levará de Hayden, não só como um campeão do esporte, mas como de alguém “especial e carinhoso” e que ficou muito contente com a surpresa de ser incluído nos rol das Lendas da MotoGP no dia que se despediu do Mundial de Motovelocidade em Valência em 2015.
 
“Todo mundo gostava muito dele, porque Nicky era muito especial, muito carinhoso”, afirmou. “Agora o que eu me lembro é a cara de alegria dele quando foi nomeado Lenda da MotoGP, porque ele não esperava. Ficou muito contente”, contou.
 
“Todos nos lembramos de quando ele ganhou o Mundial em 2006. Nicky se saiu muito bem quando foi contratado pelos japoneses, mas a marca principal da personalidade de Nicky é que ele era uma pessoa muito boa”, frisou. “Houve um tempo em que ele ficou muito ruim com o punho e seguiu em frente, sem mudar o bom tipo que era”, concluiu.
 
 
Além disso, o Mundial reuniu em Mugello as motos da carreira de Hayden e montou uma exposição na entrada do paddock. Muitos pilotos também carregam homenagens ao norte-americano. Andrea Iannone, por exemplo, preparou um capacete especial, assim como Aleix Espargaró, que colocou o #69 no local do #41 no topo de seu casco. Valentino Rossi também estampou o número de seu ex-companheiro de Honda e Ducati no capacete, fundindo o #69 ao #46. Na Marc VDS, os pilotos estão correndo com os números na cor preta em referência à morte de Nicky. Os integrantes da Honda também carregam fitas pretas em suas roupas em sinal de luto.
 
Já na quarta-feira o Mundial deu inicio aos tributos a Nicky. Durante o tradicional pré-evento, Sam Lowes, Andrea Migno, Francesco Bagnaia e Danilo Petrucci foram promover o GP da Itália em Florença vestidos com camisas e bonés da coleção de Hayden.´
 
Nos Estados Unidos, o sábado também teve tributos a Hayden, desta vez pelas mãos do irmão Roger Lee, que voltou a correr no fim de semana em uma rodada dupla do campeonato nacional, o MotoAmerica, em Elkhart Lake.
 
ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube