Chefe diz que decisão da FIM “reforça regularidade” da Ducati e vira página: “Queremos focar na próxima corrida”

Chefe da Ducati Corse, Gigi Dall’Igna celebrou a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), que considerou legal o defletor instalado no braço oscilante da Desmosedici. O dirigente avaliou que a entidade máxima do esporte validou a regularidade da moto de Bolonha

Assim como Claudio Domenicali, Gigi Dall’Igna também celebrou a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de considerar legal o defletor instalado no braço oscilante da Desmosedici. O dirigente considerou que o manifesto da entidade máxima do esporte “reforça a regularidade” do protótipo de Borgo Panigale.
 
Após o GP do Catar, Honda, Suzuki, KTM e Aprilia apresentaram um protesto contra a Ducati por conta de um defletor usado por Andrea Dovizioso, Danilo Petrucci e Jack Miller. Inicialmente, o Painel de Comissários rechaçou o protesto, mas as fábricas entraram com recurso e o caso acabou levado à Corte de Apelações.
Gigi Dall'Igna comemorou a decisão da FIM (Foto: Ducati)
 
Às vésperas do GP da Argentina, Dall’Igna celebrou a decisão da FIM e ressaltou que a Ducati agora só quer focar na prova de Termas de Río Hondo.
 
“Nós estávamos convencidos de que cumpríamos integralmente o regulamento técnico e, portanto, estávamos confiantes na decisão da Corte de Apelações da FIM, então só podemos expressar nossa satisfação com a decisão tomada, que reforça a regularidade dos nossos esforços”, disse Dall’Igna. “Agora nós simplesmente queremos focar na próxima corrida, que deve ser outro desafio duro e empolgante”, completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar