Chefe da SRT diz que pediu moto de fábrica para Morbidelli à Yamaha: “Tentamos”

Razlan Razali contou que o ítalo-brasileiro pediu por uma moto de fábrica após vencer em Misano, mas, após a vitória em Valência, se disse feliz com o protótipo que tinha em mãos

Chefe da SRT, Razlan Razali confirmou que pediu à Yamaha uma moto de fábrica para Franco Morbidelli na temporada 2021 da MotoGP. O ítalo-brasileiro será o único entre os quatro pilotos equipados pela montadora de Iwata a contar com uma YZR-M1 defasada.

Na temporada 2020, Morbidelli fechou o ano como a melhor Yamaha. O natural de Roma, Franco foi vice-campeão, só 13 pontos atrás de Joan Mir. O bom resultado, porém, não rendeu ao pupilo de Valentino Rossi a versão mais atualizada da moto.

No mês passado, Lin Jarvis, diretor da Yamaha, afirmou que faltou tempo e dinheiro para dar uma moto oficial para Morbidelli.

Franco Morbidelli é o único entre os pilotos Yamaha que não terá moto de fábrica (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Estou de acordo com os que dizem que ele merece e, em uma situação normal, seria o caso. Mas a Covid mudou muitas coisas e ele não estava em segundo quando decidimos as coisas para 2021”, disse Jarvis em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport. “A moto oficial é mais cara que a Spec-A de Franco e temos um contrato com a Petronas. Não foi possível encontrar dinheiro ou fazer uma quarta moto em tão pouco tempo. Mas estamos convencidos de que ele terá um grande futuro”, completou.

O malaio Razlan explicou que fez a primeira tentativa de conseguir uma moto de fábrica para Franco após a primeira vitória, em meados de setembro, e, depois, após o triunfo no GP da Comunidade Valenciana, o terceiro da temporada.

“Nós tentamos. Primeiro, quando Frankie venceu a primeira corrida, em Misano, ele veio me ver e disse: ‘Razlan, seria um erro não perguntar, mas podemos pedir uma moto de fábrica para mim no ano que vem ou não?’. E eu respondi: ‘Olha, Frankie, vou fazer o meu melhor’”, relatou. “E eu realmente comecei o diálogo com a Yamaha e, claro, não foi muito promissor por razões óbvias em termos de orçamento, de peças e tudo mais”, seguiu.

“Aí, quando ele venceu de novo em Valência, eu perguntei a ele de novo: ‘Você quer uma moto de fábrica no próximo ano?’. E ele disse: ‘Não, não. Estou feliz com a minha moto’. Então essa foi a situação”, detalhou.

Razlan acredita, porém, que Morbidelli poderá ter uma boa performance em 2021, já que tem a garantia de que o protótipo 1000cc será melhorado e desenvolvido ao longo do campeonato.

“Às vezes, é uma coisa psicológica, pois é de fábrica, mas as motos são as mesmas. Tentamos de novo na nossa última reunião com a Yamaha pressionar por uma moto de fábrica para Frankie, mas, infelizmente, por conta de vários fatores, não conseguimos”, lamentou. “Claro, não temos orçamento extra por conta da situação atual com a pandemia. É muito difícil conseguir orçamento extra, mas recebemos a garantia de que teremos algumas melhorias e desenvolvimento na moto dele assim como nas motos de fábrica”, completou.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube