Chuva esfria fim da classificação, e Márquez anota quinta pole consecutiva em Phillip Island

A chuva ganhou corpo com três minutos para o fim a acabou frustrando os instantes finais da classificação. Com 1min29s199, Marc Márquez assegurou sua quinta pole-position sucessiva em Phillip Island, 0s310 melhor que Maverick Viñales. Johann Zarco aparece em terceiro

Marc Márquez conseguiu mais uma vez. Aproveitando a chegada da chuva neste sábado (27), o campeão antecipado da temporada 2018 assegurou sua quinta pole-position consecutiva em Phillip Island.
 
O clima preparou uma surpresinha para a MotoGP justamente na hora da classificação. A chuva voltou a cair instantes antes do início do Q2 e, assim, os pilotos correram para marcar tempo enquanto ainda podiam usar os pneus slicks. A garoa, entretanto, só ganhou corpo com três minutos para o fim, esfriando o treino classificatório.
 
Com 1min29s199 registrado na quinta de suas nove voltas nesta tarde, Márquez assegurou a posição de honra, 0s310 melhor que Maverick Viñales, que vai sair em segundo, logo à frente de Johann Zarco.
Marc Márquez ficou com a pole em Phillip Island (Foto: Divulgação/MotoGP)
Dominante nos treinos livres, Andrea Iannone foi 0s513 mais lento que Márquez e vai largar em quarto, seguido por Álex Rins. Correndo em casa, Jack Miller ainda tentou apertar o passo nos instantes finais da classificação, mas acabou apenas em sexto.
 
1s071 atrás do ponteiro, Valentino Rossi vai abrir a terceira fila, seguido por Danilo Petrucci e Andrea Dovizioso. Hafizh Syahrin completa o top-10, à frente de Pol Espargaró. Álvaro Bautista caiu e fez apenas o 12º registro.
 
Karel Abraham chegou a sonhar com a passagem para o Q2, mas acabou barrado por 0s069. Correndo com a GP17 neste fim de semana, o tcheco vai largar em 13º, à frente de Takaaki Nakagami e Franco Morbidelli.
 
Ao contrário do companheiro de equipe, que avançou para o Q2, Bradley Smith ficou só em 16º e vai sair à frente de Xavier Siméon e Dani Pedrosa. Com a moto laboratório da Aprilia, Aleix Espargaró ficou com o 19º posto, seguido por Tom Lüthi, Jordi Torres, Scott Redding e Mike Jones.
 

Iannone segue boa forma do fim de semana e lidera absoluto quarto treino na Austrália

A MotoGP foi a última classe a ir para a pista neste sábado de classificação. Antes, realizou o quarto treino com um sol tímido marcando presença, enquanto o termômetro mostrava 16ºC, com o asfalto atingindo 26ºC.
 

A sessão do último treino livre mal tinha começado e Miller já protagonizou a primeira queda. Na curva 4, acabou caindo junto com sua moto e indo para a caixa de brita, logo se recuperando e voltando para o traçado.
 

A medida que os pilotos fechavam suas voltas rápidas, os nomes pipocavam na tabela. Viñales, com a marca de 1min32s515, foi o primeiro a se estabelecer como o mais rápido, seguido por Zarco e Redding.
 

Pouco depois, as coisas já haviam mudado totalmente na sessão. Rins aparecia em primeiro com o tempo de 1min31s326, enquanto Syahrin era o segundo. Rossi, Zarco e Petrucci completavam o top-5 do momento.
 

Bastaram poucos instantes para que Valentino assumisse a primeira colocação da sessão com 1min30s292. Quem vinha em segundo era Iannone, apresentando bom desempenho durante todo o final de semana, e Márquez aparecendo em terceiro.

O cronômetro indicava 15 minutos para o encerramento do quarto treino e quase todo o pelotão estava de volta aos boxes. Iannone era o nome do topo da tabela, com Viñales e Rossi vindo logo em seguida.
 

Na reta final do ensaio, poucas mudanças eram vistas na folha de tempos, apesar de todos os pilotos já estarem de volta ao traçado. O #29 puxava a fila, com Viñales, Rossi, Dovizioso, Zarco, Márquez, Rins, Syharin, Petrucci e Nakagami vindo em seguida.

Com bandeira quadriculada, Iannone se colocou como o mais veloz da sessão ao fazer 1min29s604. O italiano vem apresentando grande desempenho durante todo o final de semana e pode entregar a primeira vitória do ano da Suzuki.

Pol Espargaró surpreende com volta voadora e avança com Bautista para Q2 da classificação

Com o fim do último treino livre, os pilotos que passariam para o Q1 começavam a se preparar para ir para a pista. Eram eles Pol Espargaró, Dani Pedrosa, Bradley Smith, Álvaro Bautista e Karel Abraham, Aleix Espargaró, Franco Morbidelli, Takaaki Nakagami, Xavier Siméon, Thomas Lüthi, Jordi Torres, Scott Redding e Mick Jones.
 
Com os primeiros giros cronometrados completados, Bautista e Siméon se colocaram nas duas primeiras posições com as marcas de 1min30s969 e 1min31s455, respectivamente. Pouco depois, Morbidelli foi quem assumiu o segundo posto.
 
Mais para trás, a ordem estava Pol Espargaró, Lüthi, Nakagami, Abraham, Simeon, Torres, Aleix Espargaró, Smith, Redding, Pedrosa e Jones.
 
A sessão seguia bastante agitada e ainda restavam sete minutos para o encerramento das atividades. Álvaro aproveitou para baixar ainda mais seu tempo para 1min30s344, enquanto Abraham vinha logo atrás com uma marca 0s212 mais lenta.
Então, de forma surpreendente, Pol Espargaró tratou de fazer uma volta voadora para marcar 1min30s105. Com poucos segundos para acabar o Q1, o piloto avançava ao Q2 junto com Bautista.
 
No final, nada mais mudou. Álvaro e Pol foram os pilotos que conseguiram as duas últimas vagas para brigar pela pole-position. O restante do grid de largada ficou com Abraham em 13º, seguido por Nakagami, Morbidelli, Smith, Simeon, Pedrosa, Aleix, Lüthi, Torres, Redding e Jones.

Chuva aparece, e Márquez conquista quinta pole-position consecutiva na temporada

A dupla se juntou a Andrea Iannone, Danilo Petrucci, Maverick Viñales, Andrea Dovizioso e Johann Zarco, Jack Miller, Álex Rins, Valentino Rossi e Hafizh Syahrin para disputar a pole na fase final da classificação.
 
Assim que a sessão foi iniciada na Austrália, os pilotos já enfrentaram um verdadeiro drama, pois a chuva começou a cair, trazendo um elemento a mais para bagunçar o grid de largada do domingo.
 
Miller, em frente a sua torcida caseira, foi o primeiro a marcar uma volta rápida. Instantes depois era Márquez quem ocupava a primeira colocação com 1min31s282. Pol Espargaró e o australiano vinham logo atrás.
 
A sessão começou pegando fogo em Phillip Island. Os pilotos vinham imprimindo grande ritmo, com Viñales agora aparecendo em segundo e Dovizioso em terceiro. Enquanto isso, na ponta, o #93 baixou seu tempo para 1min29s742.
 
Com oito minutos para o final, então, a primeira vítima de queda foi vista. Bautista acabou indo ao chão, mas sem grandes consequências. Ele ocupava o 12º lugar da tabela.
 
Enquanto isso, na ponta da tabela, as coisas mudavam totalmente, pois primeiro Iannone aparecia para superar o titular da Honda e, segundos depois, ser superado por Zarco, que tinha agora a pole provisória por apenas 0s007.
 
Márquez estava voando na classificação e determinado em ficar com a pole. Em uma volta voadora, fez 1min29s199 e aparecia 0s506 mais rápido que Johann. Com cinco minutos para o fim, os pilotos estavam em seus boxes.
 
Com a bandeira quadriculada tremulando em Phillip Island, a pole-position ficou nas mãos de Márquez mais uma vez. O espanhol sai da posição de honra do grid, com Viñales e Zarco fechando a primeira fila.
 
Iannone, com bom desempenho ao longo do fim de semana, é o quarto, com Rins e Miller completando a segunda fila. Rossi, Petrucci, Dovizioso, Syahrin, Pol Espargaró e Bautista completam o grid do domingo.

MotoGP 2018, GP da Austrália, Phillip Island, Grid de largada:
1 M MÁRQUEZ Honda 1:29.199  
2 M VIÑALES Yamaha 1:29.509 +36.000
3 J ZARCO Tech3 Yamaha 1:29.705 +48.000
4 A IANNONE Suzuki 1:29.712 +0.513
5 A RINS Suzuki 1:30.026 +0.827
6 J MILLER Pramac Ducati 1:30.140 +0.941
7 V ROSSI Yamaha 1:30.270 +1.071
8 D PETRUCCI Pramac Ducati 1:30.328 +1.129
9 A DOVIZIOSO Ducati 1:30.519 +1.320
10 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 1:30.593 +1.394
11 P ESPARGARÓ KTM 1:30.640 +1.441
12 A BAUTISTA Ducati 1:32.367 +3.168
13 K ABRAHAM Ángel Nieto Ducati 1:30.174 +0.975
14 T NAKAGAMI LCR Honda 1:30.452 +1.253
15 F MORBIDELLI Marc VDS Honda 1:30.518 +1.319
16 B SMITH KTM 1:30.646 +1.447
17 X SIMEÓN Avintia Ducati 1:30.679 +1.480
18 D PEDROSA Honda 1:30.770 +1.571
19 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:30.911 +1.712
20 T LÜTHI Marc VDS Honda 1:30.958 +1.759
21 J TORRES Avintia Ducati 1:31.141 +1.942
22 S REDDING Aprilia Gresini 1:31.309 +2.110
23 M JONES Ángel Nieto Ducati 1:32.639 +3.440
         
REC M MÁRQUEZ Honda 1:28.108 181.7 km/h
MV J LORENZO Yamaha 1:27.899 182.1 km/h
      1  
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 15ºC | pista: 25ºC

#GALERIA(9579)

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube