Chuva esvazia pista, e Crutchlow crava melhor tempo no TL3 da MotoGP na Argentina. Rossi fica sem vaga direto no Q2

A previsão de chuva em Termas de Río Hondo se confirmou com 15 minutos para o fim do treino deste sábado (8) e esvaziou a pista argentina. Sem o ‘happy hour’, Cal Crutchlow ficou com a liderança, 0s095 à frente de Maverick Viñales. 17º no resultado combinado dos treinos livres, Valentino Rossi terá de passar pelo Q1 em busca de uma vaga no Q2

A previsão do tempo não quis colaborar com a MotoGP. A chuva começou em Termas de Río Hondo com cerca de 15 minutos para o fim do terceiro treino livre e esvaziou a pista na manhã deste sábado (8). Sem o chamado ‘happy hour’, Cal Crutchlow ficou com a liderança da sessão, 0s095 à frente de Maverick Viñales. Dani Pedrosa completa a lista dos três primeiros.
 
O treino desta manhã era de vital importância para alguns dos ‘medalhões’ da MotoGP, já que pilotos como Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo entraram na pista sem vaga assegurada no Q2, a fase final do treino classificatório. Com o tempo de pista seca que tiveram disponível, nenhum dos quatro conseguiu avançar no top-10 combinado, o que garante um Q1 um tanto atípico na Argentina.
Cal Crutchlow foi o mais rápido no terceiro treino (Foto: LCR)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Com 1min38s773, Crutchlow ficou com a melhor marca no terceiro treino no traçado de Santiago del Estero, 0s095 melhor que Viñales, o líder no resultado combinado. Já 0s520 atrás do titular da LCR, Pedrosa fez o terceiro registro.
 
Scott Redding assegurou o quarto lugar, à frente de Marc Márquez. O campeão vigente até voltou para a pista após o início da chuva, mas sem conseguir melhorar.
 
Loris Baz reafirmou a boa forma e fez o sexto tempo, à frente de Jack Miller. Andrea Dovizioso anotou 1min40s590 e ficou em oitavo, seguido por Andrea Iannone. Aleix Espargaró colocou a Aprilia no décimo posto.
 
Ainda sofrendo para se entender com a YZR-M1 de 2017, Rossi fez apenas o 12º tempo, 0s918 atrás do líder. Lorenzo não foi melhor e ficou em 14º, à frente de Jonas Folger, Karel Abraham e Johann Zarco.
 
Assim, Dovizioso, Pedrosa, Rossi e Lorenzo terão de passar pelo Q1 para tentar as duas últimas vagas em direção ao Q2.
 

Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP na Argentina:

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com uma série de nuvens negras cobrindo o circuito de Termas de Río Hondo, a sessão desta manhã prometia começar quente, já que muitos dos ‘medalhões’ da MotoGP estavam fora do top-10 combinado depois de um atípico primeiro dia onde os pilotos de fábrica foram ofuscados pelos rivais satélites.
 
Mesmo com a chance de chuva em 50%, a MotoGP entrou na pista com o asfalto seco, mas para um dia mais frio do que foi a sexta-feira. Quando a pista foi liberada para os 45 minutos de sessão, os termômetros marcavam 18°C, com o piso chegando a 21°C. A velocidade do vento era de 24 km/h.
 
Assim que a pista foi liberada, os pilotos se apressaram em entrar na pista. Após os dois primeiros treinos livres do fim de semana, Viñales, Márquez, Abraham, Bautista, Petrucci, Baz, Crutchlow, Folger, Aleix e Iannone eram pilotos com bilhete para trem que segue direto para o Q2, enquanto nomes como Pedrosa, Dovizioso, Rossi e Lorenzo tinham de remar forte para chegar a tempo na bilheteria.
 
Com 1min40s321, Redding foi o primeiro a melhorar sua marca, mas não o bastante para entrar no top-10 combinado. O britânico estava a 0s071 de uma vaga direto no Q2.
 
Mais atrás, Miller também superou seu tempo de sexta-feira, alcançando 1min40s514 e subindo para o 16º posto, 1s037 atrás da melhor marca de Viñales.
 
Pouco depois, Pedrosa melhorou, chegando a 1min40s292 e avançando para a 11ª colocação, a 0s042 do top-10.
Valentino Rossi vai ter de passar pelo Q1 (Foto: Yamaha)
Crutchlow seguiu o mesmo roteiro e saltou para o segundo posto combinado, reduzindo para 0s295 a vantagem de Viñales no topo da tabela. O britânico tinha a RC213V calçada em um par de pneus médios.
 
Passados os primeiros 15 minutos, eram poucos os que tinham melhorado as posições no resultado combinado. Após um terço de sessão, Viñales, Crutchlow, Márquez, Abraham, Bautista, Petrucci, Baz, Folger, Aleix e Iannone já tinham um pé no trem para o Q2.
 
A fase intermediária do treino também não viu mudanças na ordem dos pilotos, mas o clima era de apreensão nos boxes, já que algumas gotas de chuva já apareciam nas lentes das câmeras espalhadas pela pista.
 
Com 15 minutos para o fim da sessão, Viñales e a dupla da KTM eram os únicos na pista, mas a chuva já tinha começado em Termas de Río Hondo, um indicativo de que as coisas não mudaram. Assim, Pedrosa, Dovizioso, Rossi e Lorenzo teriam mesmo de passar pelo Q1 para tentar chegar ao Q2.
Nos instantes finais da sessão, apenas Rins e Pol Espargaró voltaram à pista, mas sem conseguir tempos expressivos.

#GALERIA(6981)

MotoGP, GP da Argentina, Termas de Río Hondo, terceiro treino livre:

1 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:39.772  
2 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:39.867 +0.095
3 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:40.292 +0.520
4 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:40.321 +0.549
5 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:40.394 +0.622
6 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:40.397 +0.625
7 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:40.514 +0.742
8 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:40.551 +0.779
9 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:40.590 +0.818
10 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:40.624 +0.852
11 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:40.638 +0.866
12 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:40.690 +0.918
13 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:40.700 +0.928
14 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:40.718 +0.946
15 94 JONAS FOLGER ALE TECH3 YAMAHA 1:40.734 +0.962
16 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:40.742 +0.970
17 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:40.943 +1.171
18 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:41.019 +1.247
19 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:41.082 +1.310
20 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:41.350 +1.578
21 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:41.616 +1.844
22 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:41.669 +1.897
23 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:42.008 +2.236
             
RECORDE VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:39.019 174.7 km/h
MELHOR VOLTA MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:37.683 177.1 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 19ºC | pista: 21ºC

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube