Com 14 pontos de vantagem na liderança da MotoGP, Rossi marca Lorenzo no Japão e avalia: “Vou ter de dar tudo de mim”

Com 14 pontos de vantagem para Jorge Lorenzo na classificação da MotoGP, Valentino Rossi afirmou que não pode cometer erros na sequência de três provas entre Ásia e Oceania. Italiano destacou que terá de dar tudo de si para se manter à frente da tabela


A temporada 2015 da MotoGP chega neste fim de semana ao seu ponto mais movimentado. Primeiro da sequência de três provas entre Ásia e Oceania, o GP do Japão recebe o Mundial em um momento de disputa intensa, com Valentino Rossi e Jorge Lorenzo separados por 14 pontos na classificação do campeonato.
 
A caminho de Motegi, o #46 lembrou que conta com um bom histórico no Japão, onde venceu em 2001 e 2008, foi segundo em 2000, 2002, 2003, 2004, 2006 e 2009, e terceiro em 2010 e 2014. Mas apesar de ser uma presença constante no pódio japonês, Rossi reconheceu que Lorenzo foi mais forte no ano passado e, por isso, terá de se empenhar ao máximo para segurar o companheiro de Yamaha.
Valentino Rossi destacou que será importante não errar nessa fase da temporada (Foto: AP)
“Nós estamos a caminho de Motegi para começar uma parte muito importante da temporada”, disse Rossi. “Motegi é uma pista de que gosto muito. Aqui eu fiz boas corridas no passado e também tive um bom fim de semana ano passado, mas Jorge foi mais forte do que eu, então ele venceu”, recordou.
 
 “Por isso, vou ter de dar tudo de mim, porque tem apenas 14 pontos entre ele e eu. Esses pontos podem parecer muita coisa, mas não são”, ressaltou. “Nós devemos dar o máximo, porque somos competitivos, o que já demonstramos até aqui”, seguiu.
 
Com as provas de Japão, Austrália e Malásia acontecendo em sequência, Valentino citou que será importante não cometer erros e ressaltou que está bem fisicamente após o tombo que sofreu em um teste com pneus Michelin.
 
“Serão três corridas em sequência e será importante não cometer nenhum erro, mas, ao mesmo tempo, garantir que vamos conseguir o melhor resultado possível”, ponderou. “Eu me sinto em bem. Em Aragão, durante o teste, eu caí, mas não teve nenhuma consequência, só uma pequena abrasão no meu braço. Estou bem e pronto para a sequência de três provas”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube