MotoGP

Com aliados Dovizioso e Petrucci, Rossi volta a “proibida” Cavallara para “boa terapia” após revés

Valentino Rossi contou como deixou para trás o final de semana difícil que teve na Itália. O titular da Yamaha explicou que deu um pulo em Cavallara, o circuito de motocross em que sofreu o acidente e se lesionou na temporada de 2017. Desde então, era proibido de ir ao local

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Valentino Rossi revelou como tentou se recuperar do final de semana difícil que teve na Itália. Nesta quinta-feira (13), o titular da Yamaha contou que visitou uma pista de motocross para tentar deixar para trás o revés sofrido.
 
Em Mugello, o #46 sequer conseguiu cruzar a linha de chegada, pois sofreu uma queda. Antes de ir ao chão na oitava volta, não tinha ritmo competitivo e não conseguia brigar com os adversários da frente. Com isso, classificou a prova como “um dos piores fins de semana em muito tempo”.
 
Então, para apagar a atuação no circuito caseiro, o piloto deu um pulo em Cavallara, o mesmo circuito de motocross onde se lesionou em 2017, fraturando a perna esquerda e perdendo a etapa de Misano. “É uma boa terapia, após um final de semana difícil como em Mugello”, falou.
Valentino Rossi (Foto: Michelin)
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?



“Você precisa ficar concentrado e continuar seu programa, e após a corrida em Mugello, fomos para Cavallara, o traçado em que me machuquei em 2017, mas um dos meus favoritos, é um lugar fantástico, sempre amei ir para lá e cresci lá”, seguiu.
 
“Mas infelizmente antes de Misano em 2017 acabei caindo e me lesionando, então toda minha equipe – especialmente meu pai e todos os caras a minha volta, não me deixaram ir para lá por dois anos. É proibida para mim”, completou.
 
E não é tudo, afinal, o italiano contou com duas importantes companhias. “Mas desta vez, no início da temporada falei com [Andrea] Dovizioso e [Danilo] Petrucci sobre irmos juntos alguma vez, e eles quiseram ir para Cavallara, então fui a meu pai e disse ‘tenho Petrucci e Dovizioso agora, precisamos ir’”, encerrou.

O GP da Catalunha de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.