Com cronômetro zerado, Morbidelli aparece no final, bate Márquez e conquista pole da Moto2 em Mugello

Tudo indicava que era Álex Márquez quem ficaria com a pole-positon para o GP da Itália da Moto2. No entanto, na classificação deste sábado (3), Franco Morbidelli apareceu quando os relógios já estavam zerados para bater o espanhol e ficar com a posição de honra do grid

Álex Márquez já estava sentindo o gosto da pole-position para o GP da Itália. No entanto, quando o relógio da classificação deste sábado (3) já estava zerado, Franco Morbidelli apareceu para jogar um balde de água fria no espanhol e ficar com a posição de honra do grid.
 
Assim que os cronômetros começaram a rodar no circuito de Mugello, o titular da Marc VDS logo foi para a pista, cravando a marca mais veloz. Após assumir a ponta da folha de tempos, ninguém mais conseguiu tirá-lo de lá.
 
O titular da #73 estava mostrando ritmo bastante dominante durante toda a sessão, e com a marca de 1mins51s715, já estava quase certo que largaria da ponta do pelotão. Mas Morbidelli deu o bote cruel quando os relógios já haviam zerado na pista italiana.
 
Então, com a marca de 1min51s679, o italiano conquistou a pole-positon, com Márquez na segunda colocação. Quem aparecia em terceiro era Mattia Pasini, com Thomas Lüthi e Takaaki Nakagami completando o rol dos cinco primeiros.
Franco Morbidelli (Foto: Marc VDS)
Saiba como foi o treino classificatório da Moto2 em Mugello:
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Assim como os treinos classificatórios de mais cedo, as temperaturas da tarde em Mugello foram mais elevadas. Com o sol brilhando forte no céu italiano, os termômetros marcavam 29ºC, com a pista chegando a 54ºC.
 

Quando os cronômetros começaram a rodas no circuito de Mugello, logo os pilotos foram para a pista. O primeiro a liderar a tomada de tempos foi Álex Márquez, que cravou a marca de 1min51s715.
 
Francesco Bagnaia foi quem abriu a lista dos pilotos que acabaram caindo durante o classificatório. Ainda nos primeiros minutos de sessão o titular da VR46 acabou sofrendo uma queda na curva 12, mas logo voltou ao traçado.
 
Quem aparecia logo atrás do espanhol era Franco Morbidelli, seguido por Jorge Navarro, Lorenzo Baldassarri e Francesco Bagnaia.
 
Então, quando quase todos os pilotos se dirigiram para os boxes para a parada programada da sessão, ninguém havia baixado o tempo do titular da #73, que mantinha a ponta da tabela. Agora, quem figurava em segundo era Thomas Lüthi, com Morbidelli, Takaaki Nakagami e Remy Gardner fechando o top-5.
 
Quando os relógios no circuito mostravam pouco mais de 25 minutos para as bandeiras quadriculadas serem agitadas, os competidores já estavam de volta na pista, com exceção de nomes como Lüthi, Nakagami, Bagnaia e Cortese.
 
O espanhol da Marc VDS vinha dominando absoluto a classificação para o GP da Itália. Nos últimos 20 minutos de atividades, ele sustentava a marca de 1min51s715 contra 1min52s083 do segundo colocado Lüthi.
Álex Márquez (Foto: Marc VDS)
Na segunda ida aos boxes do piloto, a ordem na folha de tempos era Márquez, Lüthi, Morbidelli, Nakagami, Oliveira, Gardner, Navarro, Baldassarri, Hernández e Locatelli.
 
Na parte final da classificação as coisas começaram a esquentar no traçado. Morbidelli acabou saltando para o segundo posto, sustentando uma desvantagem de 0s138 para o ponteiro. Quem aparecia em sua cola era Pasini.
 
Mas foi quando os cronômetros zeraram que tudo aconteceu. Morbidelli apareceu para dar o bote, baixou o tempo do companheiro para 1min51s679 e abocanhou a pole-position em Mugello. Márquez larga em segundo, com Pasini, Lüthi e Nakagami fechando o top-5.

#GALERIA(7057)

ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube