Com pandemia, Ducati vê “impossível” que MotoGP comece “antes de junho ou julho”

Diretor-esportivo da Ducati, Paolo Ciabatti avaliou que os números da pandemia de coronavírus ainda devem aumentar. Dirigente acha difícil que a MotoGP inicie a temporada 2020 na data prevista

Diretor-esportivo da Ducati, Paolo Ciabatti não acredita que a temporada 2020 poderá começar na data prevista. O dirigente considera que os números da pandemia de coronavírus ainda vão aumentar antes de a situação voltar ao normal.
 
A MotoGP iniciaria o campeonato de 2020 no Catar no último dia 8, mas a prova da classe rainha teve de ser cancelada por conta da pandemia. Na sequência, a Dorna, promotora do Mundial, teve de adiar as corridas de Tailândia, Austin e Argentina. Agora, a primeira corrida está agendada para 3 de maio, no GP da Espanha, mas o calendário ainda pode sofrer novas modificações.
 
De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o coronavírus já infectou 191.127 pessoas e matou 7.807 pessoas. Na Europa, já são 74.760 casos, com 3.352 vítimas fatais, sendo 2.503 delas apenas na Itália, que enfrenta uma grave crise por conta da Covid-19.
Paolo Ciabatti (Foto: Reprodução)
Paddockast #52
PREVISÕES CERTEIRAS E OUSADAS PARA A F1 2020

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

No Brasil, já são 428 casos confirmados, distribuídos por 16 estados e o Distrito Federal, e quatro mortes confirmadas. 
 
“Eu acompanho de perto as estatísticas: acho que logo veremos os números que vimos [na Itália] no resto do continente, que está tirando vantagem da nossa experiência e implantando decisões drásticas”, disse Ciabatti ao site ‘Moto.it’. “Estudando os números, temo que seja impossível pensar que o campeonato vai começar antes de junho ou julho”, seguiu.
 
“Na China, medidas muito estritas foram adotadas, de uma maneira autoritária: fecharam tudo e pronto, sem exceções. Eles estão saindo disso agora, depois de dois meses. Com o nosso sistema democrático, vai levar ainda mais tempo”, ponderou. 
 
Na visão de Ciabatti, a MotoGP deve adotar a mesma linha da Fórmula 1 e eliminar as férias de verão europeu.
 
“No momento, o campeonato tem uma pausa de três semanas em julho: se as condições permitirem, alguns GPs podem ser realizados nessa época. O campeonato será mais compacto, vai ser possível correr até em dezembro em alguns circuitos”, comentou. “Acho que existe a possibilidade de fazermos 17 ou 18 GPs, como foi o caso até alguns anos, tentando manter o compromisso com a TV e os patrocinadores”, falou.
 
“Mas isso é teoria. Ninguém pode dizer quando a situação voltará ao normal”, completou.
 

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora