Com quatro poles, Quartararo admite que “objetivo de 2019 ainda não é vencer”

Fabio Quartararo falou sobre seu desempenho no GP da Tailândia. Ressaltando o bom ritmo em Buriram, lamentou a perda da vitória, mas reconheceu que esse ainda não é o principal objetivo para sua estreia na MotoGP

O titular da SIC largou da pole-position na prova em Buriram. Fazendo boa saída, se manteve na ponta durante quase todas as voltas. Entreanto, assim como em Misano, travou um emocionante embate com o espanhol nas voltas finais, sendo ultrapassado na última curva.
 
”Não sei o que dizer, como em Misano estive toda a corrida na frente e Márquez me passou na última volta. Sabia que não poderia fechar na última curva. Na 12 escapei e se fosse ao limite iria escapar. Quase consegui vencê-lo e estou trabalhando duro para conseguir”, afirmou.
Fabio Quartararo (Foto: SIC)

“Foi uma corrida muito veloz, com um ritmo espetacular. Encontrei um décimo e meio na corrida, acredito que pela vontade que tenho. Lutei pela vitória até o final e isso é muito importante”, seguiu.
 

Ao voltar aos boxes após a prova, foi possível ver o #20 se debulhando em lágrimas por ter sido batido mais uma vez. Entretanto, de cabeça fria mais tarde, reconheceu que vencer ainda não é uma grande prioridade para sua temporada de estreia.
 
“Ganhar não é objetivo desse ano, mas estou seguro de que no futuro quero ser campeão da MotoGP. Isso não é fácil. Há muito trabalho por parte da equipe, da marca e da moto. Pouco a pouco chegaremos muito fortes”, ressaltou.
 
Por fim, Quartararo aproveitou para elogiar o mais novo hexacampeão da MotoGP. “Oito títulos com 26 anos, não sei o que dizer. É incrível o que está fazendo desde as 125 cc e Moto2”, encerrou.
 

Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube