Confronto da Malásia divide opiniões, mas pilotos avaliam que Rossi reagiu à provocação de Márquez

Pelas redes sociais ou por meio de entrevistas, alguns pilotos opinaram sobre o confronto entre Valentino Rossi e Marc Márquez na Malásia. Maioria condena manobra do italiano, mas também enxerga provocação do espanhol

A cobertura completa do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
 
O confronto entre Valentino Rossi e Marc Márquez começou ainda na quinta-feira, mas ganhou contornos mais dramáticos na corrida de domingo (25). Depois dos ataques do italiano ao espanhol, a quem acusou de ter ajudado Jorge Lorenzo em Phllip Island, os dois se encontraram na pista e a disputa acabou com o piloto da Honda no chão.
 
Rossi e Márquez travaram um duro embate nas voltas iniciais da prova de Sepang, mas o duelo terminou na 7ª volta, quando o espanhol tentou passar o italiano e caiu após um toque. O #46 foi considerado culpado pelo acidente de Márquez e recebeu três pontos de punição por direção irresponsável. Como já tinha um ponto por uma infração anterior, o italiano vai largar em último na Comunidade Valenciana.
Valentino Rossi e Marc Márquez (Foto: Repsol)
O confronto entre os dois não passou despercebido pelos demais pilotos e opiniões pipocaram aqui e ali. Único rival de Rossi na luta pelo título de 2015, Jorge Lorenzo, claro, cobrou uma punição mais severa ao companheiro de Yamaha. Vencedor em Sepang, Pedrosa lamentou o incidente e cobrou uma melhora no regulamento elaborado pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) para o Mundial de Motovelocidade.
 
 Além da dupla que foi ao pódio, outros pilotos opinaram sobre a polêmica. Ao site italiano ‘GPOne’, Andrea Dovizioso declarou que “Valentino, com sua reação, foi mais além dos limites do regulamento e não foi um episódio bonito de se ver. Acho que Márquez o estava irritando e ele caiu na armadilha dele. A quinta-feira contribuiu para criar essa situação. Eu diria que o amor entre os dois acabou. Sem dúvida, Marc estava jogando um pouco com Valentino, mas ele nunca foi além dos limites do regulamento”.
 
À mesma publicação, Andrea Iannone concordou com o companheiro de equipe e manifestou estranheza com o ritmo de Márquez.
 
“É uma situação complicada e delicada, sinto muito que isso tenha acontecido no nosso esporte. Eu ainda não vi toda a corrida e não posso julgar, mas senti que o Márquez estava virando um pouco lento. Acho que ele tinha potencial para estar com Pedrosa e Lorenzo. No warm-up, ele estava muito veloz e não se pode andar um segundo mais lento depois de algumas horas. Cada um terá sua opinião do episódio, mas, certamente, é uma história que ninguém gosta”.
 
Diretor-esportivo da Ducati, Paolo Ciabatti também deu sua opinião e avaliou que a “intenção de Márquez de irritar Rossi era clara, mas a reação de Rossi é indefensável. Acho também que a direção de prova tinha todos os instrumentos para tomar uma decisão imediata. Se levarmos em conta que foi uma reação de Rossi, ele deveria ser punido imediatamente”.
Acidente entre Rossi e Márquez (Foto: Reprodução/Twitter)
A publicação italiana também ouviu Davide Brivio, chefe da Suzuki, que também trabalhou com Rossi na primeira passagem do italiano pela Yamaha.
 
“É muito ruim que um campeonato tão bonito termine desta maneira. O episódio entre Rossi e Márquez é fruto de um clima de tensão crescente iniciado em Phillip Island. A conduta de corrida de Márquez mostrou que ele não queria que Valentino vencesse o título. Ele não estava fazendo uma corrida normal. Ele o exasperou. Rossi só queria disputar o campeonato com Lorenzo”, disse Brivio.
 
Antigo desafeto de Rossi, Casey Stoner foi ao Twitter e defendeu a teoria levantada por Lorenzo.
 
“Esse é o momento em que a FIM precisa tomar a decisão correta”, escreveu o australiano. “Se qualquer outro tivesse feito o que Valentino fez, teria recebido bandeira preta imediatamente, sem perguntas”, insistiu.
 
“Tem uma diferença enorme entre direção imprudente e intencionalmente tirar alguém”, protestou o bicampeão.
 
O ex-piloto Carl Fogarty também emitiu seu parecer, concordando que o nome de Valentino pesou. “Acho que se fosse qualquer outro piloto, teria sido desclassificado da corrida, com certeza”.
 
Piloto do Mundial de Superbike, Alex Lowes ponderou que Rossi e Márquez erraram. “Para mim, VR e MM ambos estavam errados hoje! Deixe que resolvam na pista, dê 100% e ganhe ou perca com respeito!”.
 
Ex-piloto da MotoGP, Colin Edwards também entendeu que Rossi respondeu à postura do rival. “Ok, minha opinião: MM está lutando por orgulho, não pelo campeonato. VR cansou das disputas apertadas do MM”.
 
Michael Laverty, que também já passou pela classe rainha do Mundial de Motovelocidade, disse que Márquez errou ao não respeitar a luta pelo título.
 
“Marc quebrou a regra não escrita de sempre respeitar aqueles que estão lutando pelo campeonato quando você não está. Vale ficou furioso e colocou ele para secar lá fora”.
 
Piloto da Moto2, Sam Lowes também opinou e avaliou que Valentino não queria que Marc caísse.
 
“Rossi não queria que Márquez caísse… E, se ele não tivesse caído, não haveria o que dizer! Ele apenas o colocou para fora para esfriar a situação”.
 
O ex-piloto e atual comentarista Alex Hofmann considerou que “se o #93 tivesse corrido com Rossi como fez no passado, o #46 não teria reagido assim”.
 
O ex-piloto Bem Spies considerou que Márquez pediu por uma reação. “Marc Márquez pediu por isso durante toda a corrida e Valentino deu a ele intencionalmente, então os dois pilotos têm culpa”.
 
“E, sim, eu concordo que Márquez deveria ter sido punido por hoje também”, declarou. “A questão é que, claramente, as penas são ruins. Se tivéssemos visto Lorenzo tirar Rossi e a mesma punição, o mundo acabaria”, completou.
VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube