MotoGP

Crutchlow afirma que “não poderia ter pedido três dias melhores” em retorno à MotoGP em Sepang

Cal Crutchlow ficou satisfeito com seu retorno à MotoGP. Ainda se recuperando da lesão em seu tornozelo direito, o inglês viu com bons olhos seu desempenho durante os testes coletivos em Sepang

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Cal Crutchlow pode ainda não estar 100% recuperado de sua lesão, mas ficou satisfeito em como desenrolou seu retorno para as pistas. Participando dos testes coletivos em Sepang, afirmou que não poderia ter pedido por três dias melhores.
 
Durante os treinos em Phillip Island, o inglês se envolveu em um forte acidente em que fraturou seu tornozelo direito. Sem sequer conseguir terminar a temporada de 2018, começou um longo processo de recuperação desde então.
 
O piloto voltou a comandar uma moto apenas nos testes na Malásia, na última semana, e na sexta-feira chegou a ser o piloto da Honda mais veloz do dia, terminando com o sexto melhor tempo.
 
Apesar de ainda não estar completamente curado, Crutchlow afirmou que o tornozelo não foi um incômodo em cima da moto. “No geral, estou satisfeito em como os três dias desenrolaram, não poderia ter pedido por três dias melhores”, falou.
Cal Crutchlow (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Meu tornozelo está doendo, quente e inchado, mas eu me sinto em boa forma. Melhor do que o esperado. Sinto que meu tornozelo está em bom e não me incomoda na moto, me incomoda quando paro”, continuou.
 
“Ainda estou devagar, sou devagar em mexer meu pé no freio traseiro, mas sinto que estou bem considerando que estava três meses longe da moto. Não me entenda errado, sinto como se tivesse sido atropelado por um ônibus a cada manhã que levanto”, completou.
 
Cal ainda ressaltou como poderia ter feito um tempo melhor no último dia, mas que cometeu o erro que o levou ao chão. “Eu poderia ter sido muito mais rápido, mas caí, foi completamente minha culpa”, ressaltou.
 
“Perdi 0s3 no primeiro setor da minha volta mais rápida, comparado com uma boa volta, então na volta seguinte acelerei como louco pensando em conseguir esse tempo. Mas acabei sofrendo o acidente. Isso foi com o pneu mais macio e acredito que, na média, você pode tirar de 0s6 a 0s8, então eu poderia ter ido muito mais rápido”, encerrou.