Crutchlow fratura tornozelo direito em acidente durante segundo treino e fica fora do GP da Austrália

Cal Crutchlow sofreu um forte revés em seu final de semana. Nesta sexta-feira (26), após sofrer uma forte queda ao final do segundo treino livre, foi constatada uma fratura em seu tornozelo direito, obrigando o inglês a perder a etapa australiana

O final de semana na Austrália nem bem começou e já teve sua primeira baixa. Nesta sexta-feira (26), Cal Crutchlow sofreu uma forte queda no segundo treino livre, tendo um tornozelo quebrado como consequência e ficando de fora da corrida em Phillip Island.
 
No segundo ensaio do dia da MotoGP, quando faltavam cerca de 12 minutos para a bandeira quadriculada, o titular da LCR foi mostrado já caído na caixa de brita da curva 1. Na primeira imagem, já era possível ver que o piloto sentia incômodo e dores.
O momento da queda de Cal (Foto: Reprodução)

Imediatamente o inglês foi levado ao centro médico do circuito. Mais tarde, veio a confirmação de que havia sofrido uma fratura bimaleolar e da parte anterior da tíbia do tornozelo direito, precisando passar pela sala de cirurgia imediatamente. Com isso, não foi liberado para disputar o GP da Austrália, sendo transportado ao Hospital Alber City, em Melbourne, para ser operado.
 

Crutchlow chegou a Phillip Island em alta na temporada. Na última corrida, no Japão, após mostrar grande desempenho e segurar Valentino Rossi e se aproveitar da queda de Andrea Dovizioso, cruzou a linha de chegada em segundo.
 
Cal é o segundo piloto da MotoGP que não vai correr em Phillip Island. Recuperando-se de uma fratura no punho esquerdo, Jorge Lorenzo não chegou a ir para a Austrália para cuidar da lesão. Nesta semana, passou por uma operação em Barcelona.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube