Crutchlow lista resultados e diz que Honda “não precisa mudar de filosofia” na MotoGP

Cal Crutchlow concordou com a visão da Honda de que não é necessário modificar uma moto que é campeã nas mãos de Marc Márquez

LEIA TAMBÉM
Máscaras, marmitas, distância e confinamento: a nova rotina da pandemia na MotoGP

Le jour de gloire est arrivé!: Quartararo reescreve história da França na MotoGP

Cal Crutchlow acredita que a Honda não precisa mudar sua filosofia para tornar a RC213V uma moto mais amigável. O britânico da LCR entende, porém, que o protótipo deve ser mais neutro para permitir que todos os pilotos tenham um bom desempenho.

A fábrica da asa dourada encara o começo da temporada 2020 desfalcada, já que Marc Márquez fraturou o braço direito ainda no GP da Espanha, abertura do campeonato. O espanhol de Cervera ainda tentou voltar para o GP da Andaluzia, mas desistiu antes da classificação. O irmão de Álex era esperado em Brno neste fim de semana, mas teve de se submeter a uma segunda cirurgia no úmero após danificar a placa de titânio em um acidente doméstico.

Cal Crutchlow ainda não tem contrato para 2021 (Foto: LCR)

Com Marc fora, a Honda perdeu protagonismo na MotoGP, já que Crutchlow, Takaaki Nakagami e o estreante Álex Márquez não têm o mesmo nível de performance do hexacampeão. Antes, pilotos como Dani Pedrosa e Jorge Lorenzo tampouco conseguiram ser bem sucedidos com a versão mais recente do protótipo da asa dourada.

A Honda, porém, sempre rejeitou a mudança, já que venceu seis dos últimos sete campeonatos da MotoGP com Márquez. E a visão é compartilhada por Crutchlow.

“Tenho certeza de que não vão mudar a filosofia, pois a moto é capaz de vencer com Marc e foi capaz de vencer comigo”, disse Crutchlow, que venceu três vezes na MotoGP com a Honda da LCR. “Taka mostrou na semana passada que a moto de 2019 foi competitiva mais uma vez mesmo neste ano”, ponderou.

Apesar de não esperar grandes mudanças, Cal reconheceu que vem pedindo para a Honda uma moto que possa ser bem sucedida com mais de um competidor.

“Não acho que eles não mudar de filosofia. Também não acho que eles precisem mudar de filosofia”, opinou. “O que tenho pedido ao longo dos últimos anos é uma moto mais neutral e mais fácil de pilotar ao longo da temporada para que todos os pilotos possam ser competitivos, como vemos com outras fábricas”, apontou.

“Parece que a Honda é muito mais difícil, você pode vencer ou ser 15º. Não acho que vão mudar de filosofia, não acho que eles precisem. Sempre concordei com a filosofia deles de por que mudar a moto quando continuam vencendo o campeonato com um piloto. Não importa qual piloto vença o campeonato com a Honda. Marc tem sido incrível para eles ao longo dos anos e segue vencendo o título, então por que mudariam?”, ponderou. “Se eu fosse o engenheiro e se fosse as pessoas trabalhando com a HRC, eu faria exatamente a mesma coisa”, concluiu.

Marc corre com a Honda desde que subiu para a MotoGP, em 2013, e já renovou contrato até 2024.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Tchéquia, quarta etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Paddockast #73 | A maratona da Fórmula E em Berlim
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube