carregando
MotoGP

Defesa anuncia que vai recorrer ao TAS de suspensão de Iannone por doping

Advogado de Andrea Iannone, Antonio De Rensis afirmou que vai protocolar uma apelação no Tribunal Arbitral do Esporte até o dia 15 de maio. O piloto da Aprilia foi suspenso pela FIM por 18 meses por doping

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Andrea Iannone não se deu por vencido. Advogado do piloto, Antonio De Rensis confirmou nesta quinta-feira (7) que vai apelar ao Tribunal Arbitral do Esporte contra a suspensão de 18 meses imposta ao #29 por doping.
 
Em novembro passado, Iannone testou positivo para uma “substância não especificada nos termos da seção 1.1.a) esteroides androgênicos anabólicos exógenos (AAS)” em um exame feito no fim de semana do GP da Malásia de MotoGP. A defesa pediu a contraprova, que confirmou o doping do italiano
 
No exame de urina, foi detectado o esteroide anabolizante injetável drostanolona, que é muito comum no fisiculturismo por ser eficaz no crescimento muscular.
Andrea Iannone segue contando com o apoio da Aprilia (Foto: Aprilia)
Paddockast #59
DUPLA IMPLACÁVEL: Daniel Serra e Ricardo Maurício

Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

Desde o início, a defesa alega que a droga entrou no sistema de Iannone por meio do consumo de carne animal durante os dias em que passou na Ásia, entre os GPs da Tailândia e da Malásia. Além dele, outros oito pilotos foram testados em Sepang ― Romano Fenati, Ai Ogura, Marcos Ramírez, Remy Gardner, Joe Roberts, Xavi Vierge, Jorge Lorenzo e Marc Márquez ―, todos com resultado negativo.
 
Ainda que tenha considerado válidas as provas científicas que atestaram ingestão de carne contaminada, a FIM decidiu pela punição de 18 meses, mesmo reconhecendo ter se tratado de doping involuntário. Portanto, a única opção de Iannone é recorrer ao TAS.
 
“Na segunda ou terça-feira da semana que vem no máximo, apresentaremos uma apelação ao TAS”, anunciou De Rensis em entrevista à emissora Sky Sports Italia. 
 
Além disso, o advogado confirmou a introdução de um novo integrante à equipe que defende Iannone, o Dr. Pascal Kintz, “um dos principais experts mundiais na luta contra o doping”. Em 2004, o cientista comandou a equipe que examinou a suspeita de envenenamento do político ucraniano Viktor Yushchenko. Em 2009, a análise de fio de cabelo realizada por Kintz foi responsável por inocentar o tenista Richard Gasquet de uma acusação de consumo de cocaína. 
 
De Rensis explicou que a defesa de Iannone seguirá na linha de que o doping aconteceu por meio de uma carne contaminada. O advogado deu indícios do que vai constar em sua apelação e sinalizou que Andrea não tinha meios de evitar a contaminação nessas circunstâncias. 
 
“Na apelação, vou escrever exatamente isso, já que eles não nos dão nenhuma indicação de como nos comportar. Vou perguntar a eles se ele tinha de se sentar com um químico, que deveria analisar a carne antes que ele comesse. Vou questionar se ele deveria ter pedido as faturas da carne consumida e, ainda que tivesse feito isso, quem poderia garantir que a carne daquele pedido era efetivamente a que estava sendo servida?”, questionou. “São razões devastadoras, porque elas não têm base na realidade. Desta forma, um esportista está exposto à loucura. Eu confio que o TAS, como normalmente fez, vai dizer que Andrea não tem absolutamente nenhuma responsabilidade nesta contaminação”, sublinhou.
 
Por fim, o defensor falou sobre os prazos do recurso. Pelas contas de De Rensis, Andrea poderia ser liberado a tempo do início da temporada, já que a previsão da Dorna é iniciar o campeonato em 19 de julho após uma série de adiamentos causados pela pandemia do novo coronavírus
 
“Vamos entrar com uma apelação em 15 de maio, mas, certamente antes, a Federação tem 20 dias para responder aos nossos argumentos. Subsequentemente, o juízes do CAS pegam os arquivos e, se considerarem que não há necessidade de agendarem uma audiência, estou confiante em ter uma decisão em dois meses”, concluiu.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.