Dias após anunciar saída, Suter volta atrás e fecha com Forward para temporada 2018 da Moto2

Poucos dias após anunciar sua saída do Mundial de Moto2, a Suter voltou atrás e fechou um acordo de exclusividade com a Forward. Assim, a marca suíça vai fornecer o equipamento de Eric Granado e Stefano Manzi na temporada 2018

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Durou quase tão pouco quanto um relâmpago a saída da Suter da Moto2. Poucos dias após anunciar sua retirada da classe intermediária do Mundial de Motovelocidade, a fábrica suíça voltou atrás e fechou com a Forward para a temporada 2018. A informação foi confirmada pelo GRANDE PRÊMIO.

Depois de alguns anos de ausência, a Suter, que foi campeã da Moto2 em 2012 com Marc Márquez, voltou ao certame no ano passado, equipando Kiefer e IntactGP. Para o próximo ano, porém, apenas a última manteve sua ligação com a companhia, com o time fundado pelos irmãos Kiefer optando por uma mudança para o chassi KTM.

No último dia 24, Eskil Suter, dono e fundador da marca, avaliou que "do ponto de vista estratégico, isso não justifica mais nossa participação no Mundial de Moto2".

Antes do anúncio, porém, a Forward tinha testado em Jerez com os chassis Kalex e Suter, e é justamente por meio da equipe de Giovanni Cuzari que a marca suíça seguirá no campeonato organizado pela Dorna.

Suter e Forward fecharam parceria para a Moto2 (Foto: Divulgação/Forward Racing)

Cliente da Kalex nos últimos anos, Cuzari nunca escondeu o interesse de uma aliança com a MV Agusta, mas encontrou resistência da fábrica italiana, não só por uma questão de timing ― já que o atual motor Honda será substituído pelo Triumph em 2019 ―, mas também pela sua própria reputação, uma vez que o empresário já foi condenado na Itália por evasão fiscal.

Giovanni, porém, tampouco estava satisfeito com a Kalex, já que entendia que a fábrica alemã tratava com prioridade Marc VDS ― equipe campeã com Franco Morbidelli ― e VR46 ― time de Valentino Rossi.

Pelo acordo firmado, a Forward de Eric Granado e Stefano Manzi terá exclusividade no equipamento Suter. A IntactGP, por sua vez, fechou com a Kalex após ser pega de surpresa pela repentina saída da fornecedora de chassi.

"Estou muito feliz em trabalhar novamente com a Suter, que já era parte vital de nossa participação na Moto2. É um retorno às nossas origens. Creio que a Suter é a única fábrica que pode nos atualizar corrida a corrida", disse Cuzari.

Com o retorno inesperado, a Moto2 volta a ter um total de cinco construtores de chassi: Suter, Kalex, KTM, Tech3 e NTS.

FIM DE UMA GERAÇÃO

GIAFFONE: “BRASIL TEVE SORTE POR TER PILOTOS POR TANTO TEMPO NA F1”

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube