Diretor critica e diz que Yamaha “não aproveita” ausência de Marc Márquez

Massimo Meregalli apontou que é um conjunto de fatores que tem freado o desempenho da fábrica japonesa e que isso pode agradar ao espanhol

A Yamaha admitiu que não tem sido capaz de capitalizar ao máximo em cima da ausência de Marc Márquez. Massimo Meregalli, diretor da equipe, apontou que diversos fatores têm freado o desempenho da fábrica.

O espanhol da Honda está afastado das pistas desde a primeira etapa, o GP da Espanha. Na época, sofreu um forte acidente, quebrou o braço direito e precisou operar. Alguns dias mais tarde, danificou a placa de titânio colocada em seu úmero e precisou passar novamente por cirurgia, sem uma data prevista para seu retorno.

Apesar de Fabio Quartararo ter vencido as duas primeiras corridas do ano, ambas em Jerez de la Frontera, o francês não conseguiu sequer terminar dentro do top-5 nas demais provas. Enquanto isso, Maverick Viñales subiu duas vezes ao pódio, com Valentino Rossi e Franco Morbidelli uma vez cada.

Na classificação de pilotos, ‘El Diablo’ ainda aparece na liderança, mas com apenas três pontos de vantagem para Andrea Dovizioso, segundo. Entre os Construtores, a Yamaha está apenas um ponto à frente da Ducati, enquanto nas equipes, SRT lidera, com a fábrica japonesa em segundo.

Marc Márquez ainda não tem data para voltar para as pistas (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Digamos que, de alguma maneira, não estamos aproveitando a ausência de Marc Márquez. Isso pode agradá-lo, com certeza, mas nem tanto aos outros. Temos que tentar nos beneficiar de quem não está aqui”, disse Meregalli ao serviço de streaming Dazn.

“Acredito que seja difícil de justificar. É uma mistura de circunstâncias que, infelizmente, não conseguimos rentabilizar como gostaríamos. Falo como equipe Yamaha e seria legal se ganhássemos, mas se não conseguirmos, o importante é que uma Yamaha vença”, completou o italiano.

Quem também falou sobre a ausência do hexacampeão foi Miguel Oliveira. Vencedor do GP da Estíria, o português afirmou que a falta de Marc traz a sensação de que qualquer piloto pode vencer.

O Mundial de Motovelocidade desembarca em Misano neste final de semana para o GP de San Marino e Riviera de Rimini. Essa é a primeira da rodada dupla no circuito e de mais uma trinca de etapas do calendário.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube