MotoGP

Dörflinger recebe homenagem na Alemanha e entra para rol das Lendas da MotoGP

O rol das Lendas da MotoGP ganhou um novo nome nesta sexta-feira (5). Em um evento em Sachsenring, o tetracampeão Stefan Dörflinger recebeu uma homenagem e passou a integrar o seleto grupo de pilotos do Mundial

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O rol das Lendas da MotoGP ganhou um novo nome. Nesta sexta-feira (5), um evento realizado em Sachsenring homenageou e nomeou Stefan Dörflinger ao seleto grupo de pilotos do Mundial de Motovelocidade.
 
O suíço sagrou-se campeão nas 50cc dos anos de 1982 e 1983, e então conquistou o primeiro título da história das 80cc, em 1984. No ano seguinte, repetiu o feito ao conquistar o caneco do campeonato.
 
Ao total, disputou por 18 temporadas consecutivas o Mundial – sua estreia aconteceu em 1973. Ao falar sobre vitórias, o tetracampeão somou 18 – nove em cada classe – e um total de 58 pódios, dois deles nas 125cc.
 
Ao comentar sobre a homenagem, Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna, afirmou que “eu era diretor do circuito de Jarama quando ele estava vencendo esses títulos. Estava brincando com ele, na Espanha, Dörflinger é bastante similar a Goldfinger, então é o primeiro piloto que tem uma música.”
Carmelo Ezpeleta e Stefan Dörflinger (Foto: MotoGP/Divulgação)
“É muito importante perceber que todo o sucesso da MotoGP agora é graças a pessoas como Stefan, que cria uma lenda, e foi capaz de fazer o que fez. Mas estão com a mesma paixão e interesses e habilidades para ser o melhor piloto do mundo”, seguiu.
 
“Lembro de suas brigar com Angel Nieto e outros, era um piloto muito bom e dominante durante esses quatro anos. É um grande prazer para mim, pessoalmente, mas também para toda Dorna introduzir Stefan como uma lenda da MotoGP”, completou.
 
O suíço também falou durante o evento em Sachsenring. “É muito diferente de 30 anos atrás. Muito maior. Muito mais profissional. Uma ótima memória é de quando venci em Jarama. Fiquei muito surpreso quando fui perguntado. Vejo todos esses pilotos da MotoGP e há apenas Angel Nieto das classes menores”, disse.
 
“Desde então, a maior coisa que mudou foram as partes; suspensão, os freios. Todos querem ser rápidos, então levam as peças ao limite. Agora, os pilotos treinam muito mais duro e são muito mais profissionais para estarem nas motos”, encerrou.
 
Dörflinger entra para o seleto grupo que conta com Giacomo Agostini, Mick Doohan, Geoff Duke, Wayne Gardner, Mike Hailwood, Daijiro Kato, Eddie Lawson, Anton Mang, Angel Nieto, Wayne Rainey, Phil Read, Jim Redman, Kenny Roberts, Jarno Saarinen, Kevin Schwantz, Barry Sheene, Marco Simoncelli, Freddie Spencer, Casey Stoner, John Surtees, Carlo Ubbiali, Alex Crivillé, Franco Uncini, Marco Lucchinelli, Randy Mamola, Kork Ballington, Dani Pedrosa e Nicky Hayden.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.