MotoGP

Dovizioso lembra histórico apagado, mas prevê Ducati “mais rápida do que em 2017” na Alemanha

Andrea Dovizioso lembrou que a Ducati teve dificuldades em Sachsenring nos últimos anos, mas avaliou que a moto de Bolonha será mais rápida do que foi no ano passado
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Andrea Dovizioso (Foto: Michelin)

Andrea Dovizioso chega em Sachsenring com um pé atrás. Ciente do histórico da Ducati no traçado de Oberlungwitz ― que venceu por lá apenas com Casey Stoner em 2008 ―, o #4 foi cauteloso ao falar de suas expectativas, mas se mostrou confiante na velocidade da Desmosedici.
 
Dovizioso destacou que será importante interpretar bem a performance dos pneus, mas sublinhou que a pista alemã não é uma de suas favoritas.
Andrea Dovizioso previu que a Ducati será mais rápida em Sachsenring (Foto: Michelin)
“Sachsenring é uma pista que, no passado, criou alguns problemas para nós e, como na Holanda, mais uma vez teremos de fazer uma boa análise do comportamento dos pneus”, disse Dovizioso. “Este ano, acho que seremos mais rápidos do que em 2007, já que demonstramos isso em Assen, onde esperávamos ser competitivos e fomos, mas é o pneu traseiro que faz toda a diferença e teremos de esperar pelos primeiros treinos para ter uma ideia melhor da situação”, seguiu.
 
“Sachsenring não é um dos meus circuitos favoritos e eu não tenho um bom feeling com a pista, mas, de qualquer forma, vou tentar conseguir o melhor resultado possível”, concluiu.