Dovizioso prega calma com grid emparelhado, mas afirma que ficou “muito feliz” com primeiro dia em Motegi

Andrea Dovizioso mostrou no primeiro dia de atividades da MotoGP em Motegi, esta sexta-feira (14), que a Ducati chegou muito forte ao Japão. Ele até prega calma, mas não esconde que se animou

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A grande estrela do primeiro dia da MotoGP no Japão, esta sexta-feira (14), atende pelo nome de Andrea Dovizioso. O italiano da Ducati liderou o TL1 e ficou com a segunda colocação no TL2, mostrando que a equipe italiana tem muita força no traçado de Motegi. À frente da Honda e parelho com a Yamaha, a ordem é seguir a toada para a classificação.

 
Dovizioso bateu Marc Márquez com o cronômetro zerado no primeiro treino e depois cravou a segunda volta mais rápida do dia atrás apenas da de Jorge Lorenzo na segunda sessão de treinos livres. A Ducati o colocou na pista no TL2 de pneus velhos e mesmo assim o rendimento foi bom. Os próximos dias prometem.
 
“Estou muito feliz com a forma como correu hoje, porque começamos já encontrando uma boa base para o resto do fim de semana”, disse Dovizioso. “Esta tarde, nós utilizamos nas primeiras duas saídas o mesmo pneu macio que tinha usado no TL1 desta manhã, confirmando a nossa velocidade”, contou.
 
“Nós ainda temos de trabalhar em alguns detalhes, pois a gestão da dianteira nesta pista, que tem uma freada muito agressiva, não é fácil”, ponderou. “No momento, somos cinco ou seis com um ritmo similar, e acho que ainda temos margem de melhora. Vamos ver quem vai trabalhar melhor amanhã, mas estou muito feliz com o meu primeiro dia em Motegi”, concluiu.
Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)
O Japão representa a chance de uma segunda vitória para a Ducati, que começou o ano cheia de expectativas mas viu seus dois pilotos errarem demais e terem mais que uma cota de azar. Dovizioso tem 104 pontos no Mundial e ocupa a sétima colocação.
 
Ao lado de Dovizioso em Motegi não vai estar o xará Andrea Iannone, machucado, mas Héctor Barberá, promovido da Avintia como substituto.

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube