MotoGP

Dovizioso vê Lorenzo como “cara estranho” e diz que tensão nos boxes aumentou quando Ducati evoluiu

Que o clima nos boxes da Ducati é ruim, é impossível esconder. Mas como Andrea Dovizioso vê a situação com Jorge Lorenzo quando não está discutindo diretamente com o espanhol? É o que ele tentou explicar durante o último final de semana
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo (Foto: Ducati)
As constantes brigas entre Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso na Ducati duraram todo o tempo em que formaram a dupla da equipe na MotoGP - ou seja, desde o começo de 2017. Como na próxima temporada eles estarão separados, já que o espanhol irá para a Honda, o italiano começa a se sentir à vontade para falar sobre tudo que ocorreu.

Como no último final de semana, quando falou com o "Motorsport' sobre a relação. E disse que Lorenzo não é um cara comum.

"Cada piloto tem suas características particulares e Jorge também as têm. Ele é um cara estranho, ele tem suas forças e seus defeitos, como todo mundo", afirmou Dovizioso.

"Esse ano não tem sido fácil porque quando começamos a andar bem, a atmosfera nos boxes ficou mais tensa, como é normal quando dois pilotos da mesma equipe brigam pela vitória. Se isso acontece, a situação nos boxes é complicada", seguiu.
Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)
"Uma rivalidade gigante dentro dos boxes surge e perdeu uma batalha para Marc (Márquez, por ser de outra equipe) é diferente do que perder para Lorenzo. Muitas pessoas trabalham para nós dois independentemente do que aconteça, isso faz efeito neles também", completou.

Recentemente, o italiano disse que não "perde tempo" tentando conversar com Lorenzo e descartou busca pela paz dentro da equipe.

Em 2019, Lorenzo estará na Honda ao lado de Márquez, enquanto Dovi segue na Ducati, mas com Danilo Petrucci como companheiro.