MotoGP
06/08/2018 09:42

Ducati cala Dovizioso e Lorenzo após desavença: “Falamos para que não dessem mais declarações”

A Ducati tem tentado controlar a situação entre seus pilotos. Na Tchéquia, Paolo Ciabatti, diretor-esportivo, contou que uma conversa com Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo foi feita para que não houvesse mais declarações cruzadas entre eles
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo (Foto: Reprodução)
A Ducati não poderia pedir um desfecho melhor para o final de semana na Tchéquia. Em uma grande corrida segurando as investidas de seus adversários e mantendo a inteligência, Andrea Dovizioso trouxe a vitória para casa, liderando uma dobradinha com Jorge Lorenzo na segunda colocação.
 
Entretanto, a passagem da equipe italiana por Brno foi marcada por algumas polêmicas entre sua dupla. Primeiramente, o #4 disse que a esquadra não havia contratado o companheiro para vencer apenas duas corridas. Por sua vez, o espanhol afirmou que o colega tem obsessão por ele e que se acha melhor do que realmente é. Por fim, o vencedor do final de semana disse que se o competidor de Mallorca acha isso, é problema dele.
Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo (Foto: Michelin)
Ao final da prova do domingo, a dupla chegou a se cumprimentar e parabenizar. Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati, mostrou satisfação com a atitude, até porque, os pilotos receberam o pedido de que baixassem a tensão entre si. “Falamos com os pilotos para que não houvesse mais declarações cruzadas e que se parabenizassem no parque fechado e no pódio”, disse ao ‘As’.
 
Quem decidiu comentar também sobre o assunto após a corrida em brno foi Lorenzo. O espanhol disse que existe respeito entre os pilotos e que não há qualquer tipo de problema entre eles. “Tudo está bem. Há respeito mútuo, ele no final disse o que disse, mas bem, não disse nada negativo sobre mim, tudo esta bem”, falou.
 
“Não temos nada que vá nos afetar na pista e nem há uma guerra na Ducati como disseram. Cada um segue seu caminho e se não houver declarações fora da pista, não acontece nada”, encerrou.