Ducati cobra regularidade de Miller para temporada 2019: “Tem que mostrar que pode ser constante”

Jack Miller vai ter que suar em 2019. Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati, afirmou que o australiano já mostrou que é veloz, mas agora precisa provar que consegue ser regular e dar um passo adiante para brigar pela vaga na equipe de fábrica de Borgo Panigale no próximo campeonato

Jack Miller vai ter que convencer os chefes de que merece seguir na Ducati após 2019. Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da equipe, afirmou que o piloto já provou que é veloz, mas agora precisa mostrar que pode ser constante.
 
Nesta temporada, compete pelo segundo ano na Pramac, time satélite da marca italiana. Terminando a classificação em 13º com 91 pontos em 2018, teve dois quartos lugares como melhores resultados e deixou de somar pontos em seis etapas.
 
Com contrato até 31 de dezembro, o australiano agora precisa dar um passo adiante caso queira subir para a equipe de fábrica de Borgo Panigale. “Jack também tem contrato para apenas um ano, em seu caso para correr na Pramac, mas com a moto oficial que também vão usar Dovi e Petrucci”, falou Ciabatti.
Jack Miller (Foto: Pramac)

“Miller já mostrou que é rápido, agora tem que mostrar que é capaz de ser constante. Hoje, gerenciar os pneus para chegar ao final da corrida com opções é fundamental, inclusive mais do que alguma outra volta rápida, e neste sentido Jack ainda tem que melhorar”, seguiu.
 

“Por isso acredito que o ideal é que permaneça na Pramac, onde vai poder crescer e dar esse último passo”, completou.
 
Paolo já deixou claro que está de olho em Miller para 2020. Em recente entrevista, jogou grande pressão em cima de Danilo Petrucci, dizendo que a Ducati tem três grandes candidatos para o próximo ano – além do australiano e o italiano, entra também na lista Francesco Bagnaia. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube