Ducati confirma Dovizioso na vaga de Rossi para temporadas de 2013 e 2014 da MotoGP

A Ducati confirmou no início da tarde desta quarta-feira (22) a contratação de Andrea Dovizioso. Italiano assume lugar deixado vago por Valentino Rossi nas temporadas de 2013 e 2014 da MotoGP

A Ducati confirmou no início da tarde desta quarta-feira (22) a contratação de Andrea Dovizioso para as próximas duas temporadas. O italiano entra na vaga de Valentino Rossi, que decidiu deixar Borgo Panigale para voltar à Yamaha.

“O acordo com Andrea Dovizioso confirma o interesse da companhia nas corridas, que é uma parte ativa e estratégica do DNA e da herança da Ducati”, disse Gabriele Del Torchio, presidente do time. “É com grande prazer que recebo Andrea, enquanto mobilizamos nossos esforços para disputar o Mundial de MotoGP. Ao lado de Nicky Hayden, com quem renovamos nosso vínculo, estamos confiantes de que seremos capazes de seguir com nosso programa de desenvolvimento, para competir e obter resultados e recompensas que retribuam nossos esforços e a confiança de nossos parceiros, patrocinadores e fãs demonstraram”, continuou.
 

Dovizioso assinou com a Ducati por dois anos (Foto: Bridgestone)


Dovizioso iniciou sua carreira com as cores da Honda, time que defendeu até o ano passado. Dispensado pela HRC por conta de cortes orçamentários necessários por conta da crise econômica que atingiu o Japão, principalmente após os terremotos de março do ano passado, Andrea rumou para a Tech 3 de olho em uma chance no time de fábrica da Yamaha.

O bom desempenho na equipe satélite – onde já acumula cinco pódios em 2012 – o colocavam como um sério candidato a vaga de Ben Spies, mas a aposentadoria de Casey Stoner e o retorno de Rossi acabaram por minar suas chances.

“A sensibilidade técnica de Andrea e suas habilidades como piloto de testes são muito valorizas, assim como seu talento e determinação”, disse Filippo Preziosi, diretor-técnico da esquadra de Bolonha. “O conhecimento que teremos com ele em nossa equipe e poder contar com a colaboração dele serve como um incentivo a mais para continuarmos com o crescimento e o desenvolvimento de nosso projeto na MotoGP. Estou feliz que ele tenha escolhido ser parte do nosso time.”

“Ele está ciente do trabalho que precisa ser feito, e chega com entusiasmo e confiança, que são requisitos fundamentais para atingir sucesso e para competir neste disputado campeonato”, completou Preziosi.

A dupla da Ducati para 2013 foi alvo de muita especulação. Após ser adquirida pela Audi, a fábrica italiana confiava na permanência de Rossi e ofereceu um lugar no time principal para Cal Crutchlow. Vendo a crescente insatisfação do multicampeão e britânico não conseguindo transformar em resultados os bons momentos que teve no ano em resultado, o time optou por renovar com Hayden e passou a negociar com a Andrea.

A atitude da esquadra vermelha foi alvo de criticas de Crutchlow, que acusou a Ducati de mentir durante as negociações.

Com as duplas de Honda, Yamaha e Ducati definidas, restam apenas quatro vagas em protótipos. Uma na Tech 3 ao lado de Bradley Smith, que será promovido da Moto2; uma na Gresini; e duas com equipamento Ducati.

O time de Hervé Poncharal já fez uma proposta para Crutchlow e aguarda uma resposta, mas o piloto também considera uma mudança para o Mundial de Superbike. Fausto Gresini já sinalizou que pode manter Álvaro Bautista, já que acredita que o espanhol é merecedor da vaga.

Pelo lado da Ducati, a permanência de AB e Pramac ainda é incerta, mas existe um projeto de um time júnior que poderia alinhar com Andrea Iannone e Scott Redding, que testaram com a equipe recentemente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube