MotoGP
02/06/2018 04:48

Ducati diz que Pirro tem “enorme concussão e muitas dores”, mas descarta dano cerebral: “Estamos muito aliviados”

Michele Pirro pode dizer que tem duas datas de nascimento. Na sexta-feira, o piloto se envolveu em um violento acidente em Mugello, quando caiu na curva 1 do circuito, o ponto de maior velocidade do circuito italiano. Apesar das cenas impressionantes, o piloto não sofreu danos cerebrais ou em sua coluna vertebral, como informou Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Michele Pirro é resgatado consciente após grave acidente nesta sexta-feira em Mugello (Foto: Twitter)


O forte acidente que marcou o segundo treino da MotoGP foi assustador, mas as notícias são bastante animadoras. Neste sábado (2), Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati, informou que a recuperação de Michele Pirro tem sido melhor do que o esperado.
 
No ensaio da tarde da sexta-feira, o wildcard estava a uma velocidade de 355 km/h quando acabou sofrendo uma violenta queda na curva 1, ou San Donato, considerado por muitos pilotos um dos pontos mais difíceis do Mundial.
 
Apesar de toda a tensão inicial e a falta de informações, o que veio em seguida foi bastante animador. O piloto, que teve o primeiro atendimento ainda no traçado, foi encaminhado consciente ao centro médico, com algumas lesões e uma concussão.

Depois, Pirro foi transferido para um hospital em Florenca, onde passou a noite. Ciabatti agora falou que o italiano teve uma “enorme concussão e sente muita dor” em algumas partes do corpo. No entanto, não foi constatado nenhum dano cerebral ou em sua coluna vertebral, o que trouxe um grande alívio para todos. 
Michele Pirro sofre acidente assustador nesta sexta-feira em Mugello (Foto: Twitter)
“Michele tem se saindo melhor do que o esperado após este terrível acidente. Eu conversei com o doutor Charte, que está em contato com os médicos no Hospital Carreggi, em Florença, e Davide Tardozzi também está lá. Então, a situação é que não há nenhuma lesão cerebral ou em sua espinha”, afirmou.
 
“Ele tem uma enorme concussão e muita dor no peito e na parte inferior do corpo. Então, os médicos o mantiveram no hospital e acredito que seja muito provável que o declarem inapto para disputar a corrida”, completou o dirigente.
 
“Mas estamos muito aliviados após ver a bandeira vermelha, as imagens do acidente, as ambulâncias, o carro médio com o médico, e ele inconsciente com o rosto virado para baixo na brita quando eles chegaram lá. Obviamente foi muito assustador”.
 
“Ele teve um ombro deslocado, então o colocaram no lugar, foi tão doloroso para ele que ele acordou. E depois dali, a situação começou a parecer um pouco melhor. E como eu disse, felizmente não é tão ruim como nós infelizmente previmos”, seguiu.
 
Ao ser questionado sobre o que pode ter causado o acidente, o dirigente admitiu que ainda não se sabe. “Não sabemos ainda. Precisamos avaliar os motivos. Ainda não voltei para a garagem, mas irei lá e tentarei ver se eles já descobriram o motivo da queda ou não”, concluiu.