MotoGP

Ducati lamenta gasto para confirmar vitória no Catar e ironiza: “Tomara que agora tentem nos bater na pista”

Diretor-executivo da Ducati, Claudio Domenicali celebrou a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de validar o resultado do GP do Catar e permitir o uso do polêmico defletor da Desmosedici. O dirigente lamentou o gasto de tempo e dinheiro e disse torcer para que os rivais agora tentem vencer a casa de Bolonha na pista

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Diretor-executivo da Ducati, Claudio Domenicali usou as redes sociais para celebrar a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de validar o resultado do GP do Catar e liberar o uso do defletor instalado no braço oscilante da Desmosedici.
 
Claudio Domenicali usou as redes sociais para celebrar a decisão da FIM (Foto: Ducati)
Apesar de Honda, Suzuki, KTM e Aprilia ― as responsáveis pelo protesto ― ainda poderem recorrer a uma instância superior ― na Corte Arbitral do Esporte ―, Domenicali comemorou o desfecho do caso nas redes sociais, mas não escondeu sua insatisfação com a postura das rivais.
 
“A Corte de Apelações da FIM acabou de confirmar que o nosso dispositivo no braço oscilante é completamente legal”, escreveu Domenicali no Twitter. “Os pontos do Catar estão seguros e o dispositivo pode ser utilizado nas próximas corridas”, seguiu.
 
“No entanto, é uma pena que para conseguir este resultado nós tenhamos tido que gastar nosso tempo e dinheiro com advogados e revelar aos nossos competidores o nosso entendimento a respeito do resfriamento de pneus”, indicou.
 
O dirigente se disse orgulhoso da engenhosidade dos italianos e torceu para que a concorrência agora se empenhe em vencer na pista.
 
“A Ducati se orgulha da engenhosidade da engenharia italiana e da sua habilidade de inovar”, comentou. “Muitas pessoas disseram nas últimas semanas que estávamos trapaceando... tomara que agora eles fiquem quietos e tentem nos bater na pista”, completou.