Elogiado por teste na F1, Lorenzo vê 24 Horas de Le Mans como possibilidade “mais realista” pós-MotoGP

Elogiado após teste com a Mercedes, Jorge Lorenzo avaliou que disputar as 24 Horas de Le Mans quando encerrar a carreira na MotoGP é uma possibilidade mais realista do que mudar para a F1. Espanhol vai defender a Ducati a partir de 2017

 

Jorge Lorenzo colocou uma participação nas 24 Horas de Le Mans como uma possibilidade “mais realista” para sua carreira pós-MotoGP do que uma mudança para a F1. Em outubro passado, o espanhol testou o carro da Mercedes e foi elogiado por ter cravado tempos de volta competitivos.

 
Falando ao site britânico ‘Crash.net’, o piloto de Palma de Maiorca afirmou que poderá se dedicar mais as corridas de carros quando encerrar sua carreira no Mundial de Motovelocidade, mas não vê a F1 como uma possibilidade realista.
Jorge Lorenzo afirmou que ainda quer disputar as 24 Horas de Le Mans (Foto: Mercedes)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

“Correr de carro é algo que eu poderia fazer de forma mais adequada e mais frequente quando de aposentar da MotoGP”, disse Lorenzo. “Há três anos, corri aqui [em Abu Dhabi] com uma Ferrari 458. Foi o carro mais top com que corri, mas eu gostaria de algum dia fazer as 24 Horas de Le Mans”, revelou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Isso seria mais realista do que uma temporada na F1”, reconheceu.
 
Sem entrar em detalhes, Lorenzo contou que seus tempos na pista de Silverstone com o carro de 2014 da Mercedes foram compatíveis com os registrados por Nico Rosberg, mas em condições de pista diferentes.
 
“Não pude chegar no limite. Nós tivemos só quatro ou cinco horas. Mas, sendo um piloto de MotoGP, não fui tão lento, fui rápido e fiz um ótimo tempo de volta”, contou. “O time ficou impressionado e eu também, porque eu fui mais rápido que o tempo de volta do Nico. Mas nós não sabemos as condições de pista do tempo dele, porque Nico guiou o carro pela primeira vez no inverno, então talvez tivessem alguns pontos molhados”, ponderou.
 
“Mas fiquei orgulhoso por chegar perto disso, pois só tive algumas horas de experiência”, concluiu.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube