Em briga de KTM, Salom leva melhor e vence prova de abertura da temporada. Por 0s006, Viñales é 2º

Em uma prova que concentrou a disputa em cinco pilotos, Luis Salom levou a melhor e venceu a etapa do Catar da Moto3. Maverick Viñales superou Álex Rins por 0s006 e ficou com o segundo posto

O GP do Catar de Moto3 confirmou o domínio da KTM neste início de Mundial. Em uma prova onde a disputa ficou concentrada em cinco motos da fabricante austríaca, Luis Salom levou a melhor e conquistou o primeiro triunfo da temporada 2013. 
A prova deste domingo (7) trouxe Salom, Maverick Viñales, Álex Rins, Álex Márquez e Jonas Folger brigando juntos do início ao fim. Rins comandou boa parte da prova, mas teve de se defender de Luis e de seu companheiro de equipe na maior parte da disputa. 
 
Nas voltas finais, a batalha pela vitória se intensificou, com o jovem Márquez chegando a liderar a prova. Salom, entretanto, aproveitou sua maior experiência para escolher o momento certo de atacar e conseguiu abrir uma ligeira vantagem, garantindo o primeiro triunfo da temporada.
Prova no Catar reuniu cinco KTM brigando pela vitória (Foto: MotoGP)

Mesmo correndo com dores do dedo anelar direito, lesionado nos testes da pré-temporada, Viñales levou a briga pelo segundo posto até a linha de chegada, recebendo a bandeirada 0s006 antes de Rins. Depois de um desempenho de destaque, Márquez fechou a prova em quarto, 0s701 atrás de Salom. 

Mais apagado entre os ponteiros, Folger não chegou a representar uma grande ameaça aos demais rivais e ficou com o quinto lugar, com incríveis 16s573 de vantagem para ZulFahmi Khairuddin, o sexto colocado. 

Miguel Oliveira não conseguiu fazer frente à força da KTM e colocou sua Mahindra no sétimo posto, 0s077 atrás do rival malaio. Arthur Sissis ficou em oitavo, seguido por Niklas Ajo e Éfren Vázquez.

Eric Granado completou sua primeira prova na Moto3 no 26º posto. O piloto brasileiro teve sua prova prejudicada por um problema na Kalex KTM, que o fez largar da última posição do grid. O piloto da Aspar fechou a disputa 1min03s601 atrás do líder. 

Saiba como foi a primeira etapa da temporada 2013 da Moto3:
 
Instantes antes do início da volta de aquecimento, a Aspar precisou retirar a moto de Granado do grid, por conta de problemas com a Kalex KTM. Eric conseguiu largar, mas precisou sair do último posto.
 
Salom saiu na ponta, seguido por Viñales, Rins e Folger. O piloto da Red Bull KTM Ajo manteve a ponta, seguido por Rins, que conseguiu assumir o segundo posto. Viñales caiu para terceiro, à frente de Folger, Sissis e Márquez.
 
Rins ultrapassou Salom e assumiu a ponta. O piloto da Red Bull KTM Ajo conseguiu dar o troco e recuperou a frente. Ainda na primeira volta, Niccolò Antonelli caiu e abandonou a disputa. 
 
Na ponta da corrida, Salom seguia liderando, mas sempre pressionado por Rins, que era seguido de perto por Viñales e Folger. Oliveira vinha em quinto, à frente de Márquez e Sissis. 
Viñales correu com dedo anelar lesionado (Foto: MotoGP)
Na reta de Losail, Rins assumiu a ponta e trouxe junto Viñales, que assumiu o segundo posto. Com duas voltas completadas, Granado aparecia em 29º.
 
Na ponta, o piloto da Estrella Galicia 0,0 tentava se afastar de Maverick, que era seguido de perto por Salom. Melhor Honda no grid, Alan Techer abandonou a disputa quando aparecia em 12º após uma queda. 
 
Salom conseguiu superar Viñales e passou a perseguir Rins. Maverick, por sua vez, passou a se defender da pressão de Folger, que era caçado por Álex Márquez. 
 
Com 13 voltas para o fim da disputa, Rins seguia dominando, mas sempre pressionado por Salom. Um pouco mais atrás, Folger conseguiu passar Viñales e assumiu a terceira posição. 
 
Na abertura do giro seguinte, Salom tomou a ponta de Rins, e Viñales aproveitou para passar Folger pelo terceiro posto. Jonas errou na sequência e deu espaço para a ultrapassagem de Márquez, que assumiu a quarta posição. 
 
Liderando a disputa, Salom não conseguia se afastar de Rins, que também tinha Viñales bem próximo. Márquez e Folger conseguiam acompanhar esse primeiro pelotão, com Sissis e Oliveira brigando pelo sexto posto, um pouco mais atrás. O piloto português levou a melhor e assumiu a frente com sua Mahindra. 
 
Faltando dez voltas para o fim, Rins conseguiu superar Salom e assumiu a liderança da prova. Dois giros mais tarde, Márquez conseguiu passar Viñales, assumindo o terceiro posto.
 
Na 12ª volta da corrida, Márquez passou Salom e assumiu o segundo posto, logo atrás de seu companheiro de Estrella Galicia 0,0. Na abertura da volta seguinte, Salom colocou por dentro, passou Márquez e Rins e assumiu a liderança. O irmão de Marc Márquez tentou dividir a primeira curva, mas precisou aliviar para evitar uma colisão. 
 
Na volta seguinte, o novo pupilo de Emílio Alzamora arriscou e assumiu a frente, mas logo foi ultrapassado por Rins, que recuperou a frente. Salom tentou ir por dentro para assumir o segundo lugar, mas Álex conseguiu fechar a porta.
 
Na entrada da curva 1, Márquez tomou a ponta de Rins, deixando o companheiro de Estrella Galicia 0,0 para se defender de Salom. Com a briga pela ponta, Viñales e Folger conseguiram se aproximar novamente, mantendo a briga pela vitória viva até os metros finais. 
 
Rins tentou passar o companheiro, mas o piloto da moto 12 conseguiu manter a frente. Rins insistiu e passou, mas reta Rins, Viñales, Márquez e Salom colocaram lado a lado e Maverick assumiu  aponta. 
 
Rins recuperou a ponta, mas logo perdeu para Márquez, que recuperou a liderança, com Viñales em terceiro. Salom conseguiu passar Maverick e subiu para terceiro, com Rins tomando a frente da disputa.
 
De novo na reta, os pilotos ficaram lado a lado, com Salom tomando a frente. Viñales assumiu o segundo posto, com Márquez em terceiro, e Rins em quarto. 
 
Na última volta, Rins mergulhou e pegou a terceira posição. O piloto da Estrella Galicia 0,0 conseguiu acompanhar Viñales até a reta de chegada, mas o piloto da LaGlisse recebeu a bandeirada 0s006 à frente.
 
Moto3, Catar, Losail, Final:
 
1
Luis SALOM
ESP
Red Bull KTM Ajo
38.26.859
18 voltas
2
Maverick VIÑALES
ESP
LaGlisse
KTM
 
+0.417
 
3
Álex RINS
ESP
Estrella Galicia 0'0 
KTM
 
+0.423
 
4
Álex MÁRQUEZ
ESP
Estrella Galicia 0'0
KTM
 
+0.701
 
5
Jonas FOLGER
ALE
Aspar
Kalex KTM
 
+0.916
 
6
ZulFahmi KHAIRUDDIN
MAL
Red Bull KTM Ajo
 
+0.916
 
7
Miguel OLIVEIRA
POR
Mahindra
 
+17.489
 
8
Arthur SISSIS
AUS
Red Bull KTM Ajo
 
+17.566
 
9
Niklas AJO
FIN
AVANT TECNOLOGY
KTM
 
+19.355
 
10
Éfren VÁZQUEZ
ESP
Mahindra
 
+28.966
 
11
Danny WEBB
ING
Ambrogio Racing
Suter Honda
 
+29.440
 
12
Brad BINDER
RSA
Ambrogio Racing
Suter Honda
 
+29.499
 
13
Jasper IWEMA
HOL
RW
Kalex KTM
 
+39.216
 
14
Alexis MASBOU
FRA
Ongetta
FTR Honda
 
+39.415
 
15
Romano FENATI
ITA
Team Italia FMI
FTR Honda 
 
+39.451
 
16
Jack MILLER
AUS
Team Germany
FTR Honda
 
+39.797
 
17
Phillipp OETTL
ALE
Paddock TT Motion
Kalex KTM
 
+50.846
 
18
Alessandro TONUCCI
ITA
Caretta Technology
Honda
 
+51.093
 
19
Toni FINSTERBUSCH
ALE
Kiefer Racing
Kalex KTM
 
+51.218
 
20
Ana CARRASCO
ESP
LaGlisse
KTM
 
+51.266
 
21
Juan GUEVARA
ESP
CIP
 TRS Honda
 
+51.329
 
22
Jakub KORNFEIL
TCH
RW
Kalex KTM
 
+53.745
 
23
Francesco BAGNAIA
ITA
Team Italia FMI
FTR Honda
 
+54.691
 
24
Matteo FERRARI
ITA
Ongetta-Centro Seta
FTR Honda
 
+54.948
 
25
Florian ALT
ALE
Kiefer Racing
Kalex KTM
 
+55.236
 
26
Eric GRANADO
BRA
Aspar
Kalex KTM
 
+1:03.601
 
27
Hyuga WATANABE
JAP
Caretta Technology
Honda
 
+1:23.040
 
28
Lorenzo BALDASSARRI
ITA
Gresini
FTR Honda
 
+1:23.178
 
 
John McPHEE
ING
Team Germany
FTR Honda
 
Abandonou
 
 
Isaac VIÑALES
ESP
Ongetta-Centro Seta
FTR Honda
 
Abandonou
 
 
Alan TECHER
FRA
CIP
TRS Honda
 
Abandonou
 
 
Niccolò ANTONELLI
ITA
Gresini
FTR Honda
 
Abandonou
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
ar: 22ºC | pista: 25ºC
 
 
 
 
 
 
 
REC
Maverick VIÑALES
ESP
Avintia
Honda
 
2:07.276
152.1 km/h
MV
Jonas FOLGER
ALE
Aspar
 
2:06.839
152.6 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube