Em classificação de muitas quedas, Lowes aparece no final para conquistar pole-position da Moto2 em Silverstone

O dia foi dos ingleses no Mundial de Motovelocidade. Após Cal Crutchlow conquistar a pole-position na MotoGP, foi a vez de Sam Lowes aparecer no final da classificação da Moto2, acertar uma excelente volta rápida e conquistar a posição de honra do grid de largada

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Silverstone viveu uma classificação da Moto2 um tanto quanto agitada neste sábado (3). Em uma tomada de tempos com pista molhada, a ponta da folha de tempos foi constantemente mudando, até que Sam Lowes conquistou a pole-position para o GP da Grã-Bretanha.
 

A tomada de tempos mostrou que seria bastante disputada logos nos seus minutos iniciais. Assim que os cronômetros começaram a rodar no circuito inglês, diferentes nomes passaram pela ponta do pelotão.
 
No entanto, três competidores apareciam constantemente: Alex Márquez, Johann Zarco, atual líder da temporada, e Jonas Folger. No entanto, nenhum conseguiu superar a volta final certeira de Lowes, que larga na posição de honra do grid.
 
Seguindo o piloto aparecem Zarco, Folger, Márquez, Syahrin, Morbidelli, Viñales, Baldassarri, Corsi e Lüthi.

A classificação, no entanto, foi marcada pela grande quantidade de quedas que teve na pista. Miguel Oliveira foi o primeiro a puxar uma fila de inúmeros competidores que acabaram no chão. Foi Zarco o último a parar no asfalto.

Sam Lowes (Foto: Gresini)
Saiba como foi o treino classificatório da Moto2 em Silverstone:
 
Assim como na Moto3 e na MotoGP, os pilotos não conseguiram escapar de um traçado molhado. Na hora do treino classificatório da Moto2, a temperatura estava na casa dos 16°C, com o asfalto chegando a 17°C. 
 
Não demorou para que os pilotos começassem a tomar a pista assim que os relógios começaram a rodas no circuito inglês. O primeiro a anotar uma volta rápida foi Robin Mulhauser, com 2min35s871.
 
O suíço era seguido por Álex Márquez, Johann Zarco, Danny Kent e Sandro Cortese nos minutos iniciais da tomada de tempo em Silverstone.
 
Mas a liderança de Mulhauser pouco durou. Demorou cerca de duas voltas para que ele logo fosse mandado para o final do pelotão e para que Simone Corsi assumisse a ponta do pelotão, com Zarco, Viñales, Miguel Oliveira e Jonas Folger.
 
Quando o cronômetro marcava 34 minutos para o encerramento da sessão, a pista molhada fez sua primeira vítima. Foi Oliveira quem perdeu sua moto na curva 12 e acabou indo ao chão. No entanto, nada sofreu e logo voltou ao traçado. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Em uma sessão bastante movimentada, o líder do treino classificatório e dono da pole-position virtual estava constantemente mudando, com os tempos baixando cada vez mais.
 

Com 27 minutos para que as bandeiras quadriculadas tremulassem no circuito inglês, momentaneamente era Folger quem estava na ponta com o tempo de 2min28s877, com Márquez, Zarco, Viñales e Corsi seguindo o ponteiro.
 
Márquez e Folger travaram uma boa batalha pela liderança da classificação, constantemente mudando de posição. Agora era o espanhol da QMMF quem aparecia na ponta da folha de tempos, exibindo uma vantagem de 1s371 para o adversário.
 
Quando os cronômetros atingiram a marca de 20 minutos, alguns dos pilotos, inclusive o ponteiro, começaram a ir para seus boxes. A ordem até o momento era Márquez, Zarco, Viñales, Folger e Lowes.
 
Zarco soube se aproveitar da parada de seu adversário espanhol. Enquanto o titular da QMMF estava em seu box, o francês melhorou seu tempo para 2min27s192, superando-o por 0s314 e assumindo a pole-position provisória.
 
Foi só então na reta final que as posições pareceram se acertar em Silverstone. Nos últimos dez minutos de sessão poucas mudanças foram vistas no circuito, com Zarco ainda na ponta, seguido por Márquez, Viñales, Lowes e Syahrin.
 
Mas como de costume na Moto2, é sempre nos segundos finais que as principais alterações são vistas no grid. Faltava cinco minutos para o fim e Márquez foi só mais um dos pilotos que foi ao chão.
 
Também, como que saído do nada, Lowes acertou uma excelente volta para então assumir a liderança do pelotão. Como se não bastasse, o atual líder do campeonato, Zarco, que havia mostrado ritmo dominante durante toda a sessão, vinha em sua última volta rápida quando acabou caindo e não concluindo o giro.
 
Então, a posição de honra da largada ficou com Lowes, seguido por Zarco, Folger, Márquez e Syahrin.

#GALERIA(5769)

PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube