Em corrida atípica, Binder bate Bastianini, vence em Misano e se aproxima do título da Moto3 com tombo de Navarro

Enea Bastianini bem que tentou, mas Brad Binder reagiu na volta final e garantiu a vitória no GP de San Marino e da Riviera de Rimini. Joan Mir completa o pódio em Misano. Jorge Navarro tem novo abandono e encurta caminho do sul-africano rumo ao título da Moto3

2016 é o ano de Brad Binder. O sul-africano conseguiu superar a resistência de Enea Bastianini neste domingo (11) e conquistou sua quinta vitória na temporada em Misano.
 
Largando na pole, o piloto da Red Bull KTM Ajo teve uma longa disputa com Bastianini, mas conseguiu reagir na última volta e passar o piloto da Gresini nos metros finais para garantir o triunfo com 0s262 de vantagem.
Brad Binder está pertinho do título (Foto: Red Bull KTM Ajo)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A classificação do Mundial de Moto3 após o GP de San Marino

Em uma prova atípica, com uma disputa um tanto mais tranquila que o normal da categoria, Joan Mir conseguiu superar Nicolò Bulega e completa o pódio.

 
Jakub Kornfeil ficou com o quinto posto, à frente de Andrea Locatelli e Arón Canet. Philipp Oettl surge na sequência, com Hiroki Ono e Fabio Di Giannantonio completando o rol dos dez melhores.
 
Rodando em terceiro, Jorge Navarro sofreu uma queda em meados da disputa e registrou um novo abandono.
Com o resultado deste domingo, Binder chegou aos 229 pontos e abriu 106 de vantagem para Bastianini, que passou Navarro na classificação. Bulega tem o quarto posto, à frente de Francesco Bagnaia.
 
Saiba como foi o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de Moto3:
 
Assim como aconteceu ao longo de todo o fim de semana, o tempo seguiu firme em Misano neste domingo. Pouco antes da largada, as temperaturas chegavam aos 25°C no ambiente e 29°C no asfalto. A velocidade dos ventos estava na cada de 8 km/h.
Pela quarta vez no ano — e na carreira —, Brad Binder tinha a pole, à frente de Enea Bastinini, que larga na primeira fila pela sexta vez consecutiva. Nicolò Bulega completa a primeira linha do grid.
 
Para a prova deste domingo, a Dunlop, fornecedora única da categoria, levou os pneus macios e médios dianteiros, e macios ‘S1’ e médios ‘M1’ traseiros. No grid, todos optaram por um par de pneus macios, exceto Juanfran Guevara e Jules Danilo, que escolheram o dianteiro macio.
 
Jorge Martín não participou da corrida deste fim de semana por conta das fraturas sofridas no pé em decorrência de um acidente na classificação.
 
Quando a largada foi dada em Misano, Bastianini saltou para a ponta, à frente de Kornfeil e Binder. Bulega saiu mal e despencou para o oitavo posto.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Ainda nos primeiros metros, Binder passou Kornfeil e se instalou no segundo posto. Navarro era o quarto, à frente de Canet, Ono, Bulega, Di Giannantonio, Rodrigo e Locatelli.
 
Na abertura da volta seguinte, Binder conseguiu passar Bastianini e assumiu a ponta. Antes, no entanto, Bo Bendsneyder caiu na curva 15 e abandonou a disputa. Pouco depois, foi María Herrera que se despediu mais cedo com um tombo.
 
Uma vez na ponta, Binder começou a imprimir um ritmo forte e se afastou ligeiramente de Bastianini. Navarro passou Kornfeil e se instalou em terceiro, com Bulega assumindo o sexto posto. O troco, entretanto, veio rápido nos dois casos.
 
Bastianini logo cortou o atraso para Binder e conseguiu passar, assumindo a ponta. Kornfeil era o terceiro, à frente de Navarro, Bulega, Canet, Ono, Di Giannantonio, Locatelli e Mir.
 
Ainda no início da disputa, Quartararo foi sancionado com a perda de seis posições por ter cortado caminho em Misano na curva um.
 
Enquanto isso, Binder reagiu e retomou o comando da disputa com uma manobra por dentro. Kornfeil seguia em terceiro, agora pressionado por Bulega.
 
Sem demora, Bulega lançou mão de uma manobra agressiva na curva quatro e passou. Na sequência, o #8 assumiu o terceiro posto, com Jorge também deixando Kornfeil para trás.
 
No topo da tabela, Bastianini passou Binder por dentro e assumiu o comando da corrida. Pouco depois, foi Bulega quem deixou o líder do Mundial para trás.
Enea Bastianini ficou com o segundo posto (Foto: Gresini)
Rapidamente, o piloto da VR46 deu o bote em Bastianini na curva oito e assumiu a liderança, com Binder aproveitando para passar o titular da Gresini e subir para segundo.
 
Brad, então, passou Bulega no Curvone, com Bastianini aproveitando a carona para colocar Nicolò em terceiro.
 
Navarro aproveitou a passagem pela curva dois para pegar o terceiro posto de Bulega, mas levou o troco na curva quatro. Kornfeil tinha o quinto posto.
 
Rodando em um ritmo mais forte que os rivais, Binder e Bastianini conseguiram se afastar do pelotão, abrindo 0s5 de margem para Bulega.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Navarro, então, agiu e passou o piloto da VR46, reassumindo o terceiro posto. O piloto da Estrella Galicia 0,0 apertou o passo e passou a se aproximar dos ponteiros, mas acabou caindo pouco depois, na curva Carro, a 14ª de Misano. Binder colocou as duas mãos no troféu da temporada da Moto3.
 
Enquanto isso, Binder e Bastianini seguiam colados na ponta, com Bulega abrindo mais de 1s1 de atraso. Locatelli era o terceiro, à frente de Mir, Kornfeil, Di Giannantonio, Ono, Canet e Oettl.
 
Com o primeiro pelotão fora de alcance, a briga pelo terceiro posto esquentou. Mir ia colando em Bulega, enquanto Kornfeil aparecia no quinto posto, com Ono passando Locatelli pela quinta posição.
 
Com 12 voltas para o fim da prova em Misano, Bulega e Mir apertaram o passo, começando a se afastar do pelotão para tentar encostar em Binder e Bastianini, que seguiam juntinhos na ponta.
 
Apesar do esforço, Bulega não conseguia diminuir o atraso, que subiu para 1s5 na 14ª volta.
 
Já que o piloto da VR46 não conseguia assustar os ponteiros, Mir passou e assumiu o terceiro posto, 1s8 atrás de Bastianini, o segundo colocado. Quinto, Kornfeil tinha 0s6 de atraso para o #8.
 
No topo da tabela, Binder e Bastianini não se separavam, mas tampouco tinham uma disputa mais quente. Atrás, Mir também não conseguia reduzir a diferença.
 
Joan, entretanto, se afastou um pouco de Bulega, com Kornfeil também conseguindo tirar um pouco da vantagem de Nicolò.
Com seis giros para o fim, Brad conseguiu um respiro maior, se afastando 0s287 de Bastianini. Terceiro, Mir vinha 1s9 atrás, à frente de Bulega, Kornfeil, Canet, Locatelli, Oettl, Ono e Di Giannantonio.
 
Vendo o rival escapar, Bastianini aumentou o ritmo e voltou a encostar no rival da Red Bull KTM Ajo, tomando a ponta do #41 pouco depois. Restavam cinco giros para o fim.
 
Assim como aconteceu anteriormente, os ponteiros não se afastaram, seguindo coladinhos na briga pela vitória. Mais atrás, Mir ai reduzindo a vantagem, com Bulega também se aproximando mais. No 21º giro, no entanto, Joan foi punido por exceder os limites da pista e ordenado a entregar uma posição.
 
O piloto da Kiefer cumpriu a sanção pouco depois, deixando Bulega a 1s253 de Binder, que seguia em segundo. Sem demora, o #36 voltou a passar, recuperando o terceiro posto, 0s8 atrás de Brad, que já ia se afastando do líder.
 
Na última volta, Binder colou em Bastianini e tomou a ponta, se afastando logo de cara para receber a bandeirada com 0s262 de margem. Mir completa o pódio.

Moto3, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, Final:
 
1 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 39:37.556 23 voltas
2 33 ENEA BASTIANINI ITA GRESINI Honda +0.252  
3 36 JOAN MIR ESP KIEFER KTM +1.416  
4 8 NICOLÒ BULEGA ITA VR46 KTM +1.534  
5 84 JAKUB KORNFEIL TCH SEPANG Honda +4.278  
6 55 ANDREA LOCATELLI ITA KIEFER KTM +4.387  
7 44 ARÓN CANET ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda +4.811  
8 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM +5.582  
9 76 HIROKI ONO JAP KIEFER KTM +6.259  
10 4 FABIO DI GIANNANTONIO ITA GRESINI Honda +10.896  
11 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA ONGETTA Honda +13.939  
12 58 JUANFRAN GUEVARA ESP RBA KTM +14.091  
13 11 LIVIO LOI BEL RW Kalex Honda +14.103  
14 95 JULES DANILO FRA ONGETTA Honda +14.810  
15 16 ANDREA MIGNO ITA VR46 KTM +14.868  
16 62 STEFANO MANZI ITA MAHINDRA +23.292  
17 48 LORENZO DALLA PORTA ITA VR46 KTM +23.349  
18 20 FABIO QUARTARARO FRA KIEFER KTM +23.523  
19 12 ALBERT ARENAS ESP SAXOPRINT Peugeot +31.140  
20 17 JOHN McPHEE ING SAXOPRINT Peugeot +35.145  
21 21 FRANCESCO BAGNAIA ITA ASPAR Mahindra +35.170  
22 89 KHAIRUL IDHAM PAWI MAL TEAM ASIA Honda +35.409  
23 7 ADAM NORRODIN MAL SEPANG Honda +35.467  
24 77 LORENZO PETRARCA ITA TEAM ITALIA Mahindra +48.285  
25 3 FABIO SPIRANELLI ITA CIP Mahindra +56.451  
26 43 STEFANO VALTULINI ITA TEAM ITALIA Mahindra +56.486  
  40 DARRYN BINDER RSA WORLDWIDE Mahindra NC  
  24 TATSUKI SUZUKI JAP CIP Mahindra NC  
  42 MARCOS RAMÍREZ ESP WORLDWIDE Mahindra NC  
  9 JORGE NAVARRO ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda NC  
  19 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM NC  
  6 MARÍA HERRERA ESP MH6 KTM NC  
  64 BO BENDSNEYDER HOL RED BULL KTM AJO NC  
  71 ALEX FABBRI RSM PORTOMAGGORE MAHINDRA NC  
             
POLE BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 1:42.398 148.5 km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA ANDREA LOCATELLI ITA KIEFER KTM 1:42.627 148.2 km/h
RECORDE NICCOLÒ ANTONELLI ITA ONGETTA Honda 1:42.841 147.9 km/h
MELHOR VOLTA DANNY KENT ING RED BULL KTM AJO 1:42.209 148.8 km/h
             
    Condições do tempo   SOL   ar: 25ºC | pista: 29ºC

PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube