MotoGP

Em crise, Yamaha tem menor pontuação no Mundial de Construtores após 6 corridas desde 2003

A classificação do Mundial de Construtores é um reflexo do momento ruim da Yamaha. Passadas as primeiras seis corridas da temporada 2019, o time dos três diapasões tem sua menor pontuação em 16 anos

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo

A Yamaha não vive mesmo um grande momento na MotoGP. Longe das vitórias desde o triunfo de Maverick Viñales na Austrália no ano passado, a montadora de Iwata acumula sua menor pontuação no Mundial de Construtores após seis corridas em 16 anos.
 
Até aqui, o time de Valentino Rossi e Maverick Viñales soma 88 pontos e aparece na quarta colocação do Mundial de Construtores, 33 tentos atrás da líder Honda. A Ducati ocupa a segunda posição, seis pontos atrás da ponteira, enquanto a Suzuki vem empatada com o time dos três diapasões.
Yamaha tem sua pior performance no Mundial de Construtores em 16 anos (Foto: Yamaha)
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?



Ao contrário do que acontece na Fórmula 1, onde os dois carros somam pontos para o Mundial de Construtores, a MotoGP considera apenas o melhor resultado de cada fabricante. Os pontos acumulados pelos dois titulares interferem apenas na disputa do Mundial de Equipes.
 
Nessas seis primeiras etapas do ano, a Yamaha teve suas melhores performances enquanto fábrica em Termas de Río Hondo e Austin, onde somou 20 pontos em cada uma das corridas ― graças aos dois segundos lugares conquistados por Rossi. A pior atuação, por outro lado, aconteceu em Mugello, onde foram apenas dez pontos ― fruto do sexto lugar de Viñales.
 
A marca de 88 pontos representa, aliás, a menor pontuação da Yamaha no Mundial de Construtores depois de seis corridas desde 2003, quando a fábrica japonesa deixou a Catalunha com 70 pontos. Naquele ano, o time dos diapasões fechou a temporada com a terceira colocação no Mundial de Construtores, 175 pontos atrás da campeã Honda.

O GP da Catalunha de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.