MotoGP

Em dia de título de Bagnaia na Malásia, Marini segura Oliveira e vence pela primeira vez na Moto2

Francesco Bagnaia não deixou passar o segundo match-point e conquistou o título da Moto2 neste domingo (4) com um terceiro lugar em Sepang. Dominante em todas as 18 voltas, Luca Marini conseguiu segurar Miguel Oliveira e alcançou sua primeira vitória na divisão do meio do Mundial de Motovelocidade
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Luca Marini (Foto: VR46)
Valentino Rossi vai ter não um, mas dois motivos para celebrar neste domingo (4). Com um terceiro lugar no GP da Malásia, Francesco Bagnaia conquistou o título da Moto2 ― o primeiro da VR46 ― e Luca Marini completou a festa do time italiano ao segurar Miguel Oliveira e conquistar a primeira vitória na categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade.
 
Segundo no grid, Marini saiu muito bem e assumiu a ponta logo nos primeiros metros, com Bagnaia e Oliveira avançando na tabela nos metros iniciais. Enquanto o #10 ia escapando na ponta, Pecco se mantinha em segundo, sem sofrer grandes ameaças do português.
Luca Marini venceu pela primeira vez na Moto2 (Foto: VR46)
Os rivais pelo título seguiram assim até o sétimo giro, quando Miguel tomou a segunda posição do titular da VR46. Pecco ainda tentou contra-atacar, mas o #44 conseguiu manter a segunda colocação.
 
Uma vez à frente do #42, Oliveira passou a descontar a vantagem de Marini, que ia diminuindo volta após volta. Enquanto isso, Bagnaia era pressionado por Pasini pelo quarto lugar. 
 
Com seis voltas para o fim, Marini errou e permitiu uma aproximação maior de Oliveira, mas conseguiu defender bem a liderança, ainda que sem ‘matar’ de vez a insistência do piloto da Ajo.
 
Nos giros finais, Marini conseguiu escapar de vez e seguiu firme e forte para receber a bandeirada com 1s194 de margem para Oliveira. Terceiro, Bagnaia fez história como o último campeão das 600cc.

Mattia Pasini recebeu a bandeirada no quarto posto, com Fabio Quartararo e Lorenzo Baldassarri completando o top-6. Dono da pole, Álex Márquez fez uma corrida discretíssima e ficou apenas em sétimo.
 
Brad Binder completou a corrida na oitava colocação, com Marcel Schrotter e Joan Mir completando fechando o rol dos dez melhores.
 
Saiba como foi o GP da Malásia de Moto2:
 
Ainda com a chuva longe de Sepang, a penúltima corrida da temporada da Moto2 pôde começar com pista seca. Na hora em que os pilotos formaram o grid, os termômetros marcavam 33°C, com o asfalto chegando a 46°C.
 
Com uma volta recorde na classificação, Álex Márquez tinha sua terceira pole de 2018, à frente de Luca Martini e Fabio Quartararo. Remy Gardner abria a segunda fila da grelha, seguido por Mattia Pasini.
 
No segundo match-point do título, Francesco Bagnaia ocupava a sexta colocação, seu melhor grid desde o sexto lugar na Tailândia. Vencedor da etapa malaia de 2017 e vice-líder do Mundial, Miguel Oliveira tinha a sétima colocação, o que representa a 14ª vez no ano que o português ficou fora do top-6 do grid.
 
Neste fim de semana, a Dunlop levou para Sepang o pneu dianteiro médio ‘2’ e os traseiros extramacios ‘OR1’ e médios ‘3’.
Na seleção de pneus, todos os pilotos optaram por calçar borracha média dianteira e macia traseira.
 
A largada estava autorizada na Malásia, Marini conseguiu ficar na frente de Márquez, puxando o pelotão. Enquanto isso, Oliveira fez ótima saída para ficar em segundo, com Bagnaia ficando com o terceiro posto.
Entretanto, o italiano logo tratou de superar o português para beliscar o degrau intermediário do pódio. Gardner e Fernandez apareciam para completar o top-5 malaio.
 
Na abertura da segunda volta, Luca seguia sem grandes problemas na ponta do pelotão, enquanto Bagnaia era o segundo, precisando segurar os avanços de Oliveira. Gardner e Pasini apareciam na sequência.
 
Miguel agora precisava segurar as investidas de Gardner, que tentava de qualquer jeito assumir o terceiro posto. Enquanto isso, na primeira colocação, Marini ainda tratou de anotar a volta mais rápida com 2min07s243.
 
Faltando 15 voltas para o final da corrida, Marini estava já se desgarrando do restante do pelotão, com vantagem de 0s715. Bagnaia aparecia em segundo, com Oliveira, Gardner, Pasini, Márquez, Fernandez, Baldassarri, Quartararo e Vierge em seguida.
 
Bagnaia vinha fazendo corrida conservadora, pois cruzando a linha de chegada em segundo e Oliveira em terceiro, garantia o título da Moto2.
 
Miguel bem que tentava a todo custo se aproximar do adversário italiano, mas o espanhol não conseguia consumir a ultrapassagem. Enquanto isso, Marini seguia sustentando a liderança sem maiores problemas, com Pasini e Márquez, que perdeu muitos postos na largada, fechando o top-5.
 
Oliveira tentava fazer o que podia para adiar a decisão do título e levar para Valência. Até que, enfim, conseguiu consumar a ultrapassagem em cima de Bagnaia, assumindo a segunda colocação e tirando cada vez mais a desvantagem para Marini.
Com nove voltas para a bandeira quadriculada, então, Oliveira enfim chegou em Marini, agora tinha a missão de conseguir superar o piloto da VR46. Atrás da dupla, Pasini também alcançou Bagnaia.
 
No pelotão da frente, era possível observar duas situações. A primeira era de Marini e Oliveira, com o português na caçada em cima do italiano. Mais para trás da dupla, Bagnaia, Pasini, Márquez e Baldassarri estavam próximos, todos tentando assumir o posto do #42.
 
Faltavam seis voltas para acabar a prova em Sepang e Miguel deu a sorte de ver Marini cometer um erro. Isso permitiu uma aproximação perigosa do português, que estava apenas 0s174 atrás do titular da VR46.
 
Não demorou muito para que Luca começasse a abrir novamente na ponta. A ordem na tabela era Marini, Oliveira, Bagnaia, Pasini, Márquez, Baldassarri, Quartararo, Brad Bindr, Schrotter e Mir.
 
Moto2 2018, GP da Malásia, Sepang, Final:

1 L MARINI VR46 Kalex 38:25.689 18 voltas
2 M OLIVEIRA Red Bull KTM Ajo +1.194  
3 F BAGNAIA VR46 Kalex +3.020  
4 M PASINI Italtrans Kalex +4.497  
5 F QUARTARARO Speed UP +5.250  
6 L BALDASSARRI PONS Kalex +5.305  
7 A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex +7.690  
8 B BINDER Red Bull KTM Ajo +8.943  
9 M SCHROTTER Intact Kalex +9.687  
10 J MIR Marc VDS Kalex +18.547  
11 X VIERGE Intact Kalex +18.816  
12 A LOCATELLI Italtrans Kalex +19.739  
13 J NAVARRO Gresini Kalex +21.177  
14 D AEGERTER Kiefer KTM +21.960  
15 S LOWES Interwetten KTM +26.875  
16 S CORSI TASCA Kalex +28.515  
17 K IDHAM PAWI Tady Kalex +28.802  
18 J ROBERTS RW NTS +29.791  
19 J RAFFIN SAG Kalex +30.557  
20 E PONS Speed UP +31.069  
21 S ODENDAAL RW NTS +38.430  
22 J DANILO SAG Kalex +42.930  
23 D EKKY PRATAMA Tech3 Mistral 610 +57.507  
24 I VIÑALES Forward Suter +57.910  
25 F FULIGNI TASCA Kalex +1:03.737  
26 T SUCIPTO Forward Suter +2:04.066  
  A FERNANDEZ PONS Kalex NC  
  N TUULI SIC Kalex NC  
  T NAGASHIMA Tady Kalex NC  
  R GARDNER Tech3 Mistral 610 NC  
  X CARDELUS Stylobike Kalex NC  
  I LECUONA Interwetten KTM NC  
         
REC M OLIVEIRA Red Bull KTM Ajo 2:06.952 157.1 km/h
MV A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex 2:05.629 158.8 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 32ºC | pista: 48ºC