Em grande forma, Oliveira segura adversários e garante vitória em Aragão na Moto3. Kent cai no fim

Uma grande corrida em Aragão neste domingo (27). Como de costume, a prova da Moto3 teve muita ação, e após a liderança da prova passar pelas mãos de muitos pilotos, foi Miguel Oliveira quem impôs o ritmo e garantiu a vitória no circuito espanhol. Danny Kent, o líder do campeonato, caiu no final da corrida

Um grande dia para Miguel Oliveira. Neste domingo (27) aconteceu o GP de Aragão e, após mostrar grande ritmo, o piloto português subiu ao degrau mais alto do pódio espanhol com toda autoridade.

Como de costume, a corrida da categoria Moto3 foi bastante movimentada. Logo no início, Niccolò Antonelli, que largou em sexto, pulou para a ponta do pelotão, onde permaneceria por parte da prova.

Porém, ele acabou superado por Miguel Oliveira. O que poucos esperavam é que Romano Fenati vinha comendo pelas bordas e escalando aos poucos. Largando em décimo, com 14 voltas para o fim ele já estava na liderança.

Miguel Oliveira (Foto: Red Bull KTM Ajo)

A briga pela segunda colocação também foi bastante movimentada. Até o giro final da prova, Bastianini e Brad Binder protagonizaram uma quente disputa. Porém, acabou da pior maneira possível, com ambos parando no chão.

Quem se aproveitou da situação foram Jorge Navarro e Fenati, que acabaram herdando as posições dos pilotos trapalhões e completaram o pódio do dia. Éfren Vazquez e Philipp Oetll fecharam o top-5 da corrida.

Kent segue na liderança do campeonato com 234 pontos e Bastianini em segundo, com 179. Com o triunfo, Oliveira chegou a 159 e subiu para terceiro. Fenati, com 155, está agora em quarto.

Saiba como foi a etapa de Aragão da Moto3:

Pouco antes da largada, os termômetros na Espanha marcavam 18ºC ambiente e 22ºC na pista. Os ventos sopravam a 14km/h. O tempo estava firme.

Enea Bastianini foi dominante nos treinos e garantiu a pole-position para o GP de Aragão. O vice-líder tinha ao seu lado Miguel Oliveira e Danny Kent, que está na frente na tabela de classificação do campeonato.

As luzes se apagaram e Oliveira pulou para a ponta. Mas Bastianini foi para cima e fez a ultrapassagem na curva seguinte, levando junto Jorge Martín. Kent caiu para sexto.
 
Na abertura da segunda volta, Oliveira colocou por dentro e tomou a ponta novamente. Martín, de novo, pegou carona, jogando o #33 para terceiro. Antonelli também apareceu e subiu para terceiro.
 
O pelotão da frente começava a se formar. Nove pilotos andavam juntos. Antonelli começou a incomodar e teve o sabor de liderar, só que Oliveira se recuperou.
 
Com 16 voltas para o fim, os dez primeiros na lista eram Oliveira, Antonelli, Bastianini, Fenati, Binder, Kent, Vázquez, Navarro, Martín e Oettl.
Uma volta depois, Fenati deu lindo bote e foi para a ponta. Kent vinha crescendo de produção e figurava na quarta colocação. Ao mesmo tempo, Bastianini perdia terreno e era sexto.
 
Nem deu tempo do #5 celebrar a liderança. Kent entrou de vez na briga e foi para o topo, mas não tinha sossego. Oliveira seguia atento os passos do britânico. 

Tanto é que o português fez linda manobra retornou à ponta. E conseguiu abrir um pouco (0s317) para Antonelli.
 
Restavam, 10 voltas e a troca de posições entre os dez primeiro era intensa. Oliveira se mantinha na frente, trazendo junto Kent, Navarro, Antonelli, Bastianini, Binder, Fenati, Oettl, Vázquez e Martín. Briga bonita também pelo 11º lugar, liderado por Masbou. 
 
Isaac Vinãles e Darryn Binder se tocara e caíram. Logo depois, Karel Hanika tomou um tombo cinematográfico. A moto balançou de uma lado para o outro e jogou o piloto na pista. Fim de prova para ele.
 
Na frente, as disputas seguiam fortes. Kent mais uma vez deixou Oliveira para trás. Inspiradíssimo, Oliveira não desistia e fazia frente ao líder do campeonato. Nesse instante, Binder se aproximou e pulou para segundo. Mais atrás, destaque para María Herrera. A pilota largou em 30º e, com três voltas para o fim, estava em 12º.
 
Preciso, Binder foi para a ponta restando duas voltas, deixando o companheiro de equipe em segundo. 

Na última volta, Oliveira recuperou-se e tomou a liderança. Binder e Bastianini, que disputavam a segunda posição, se tocaram e caíram, facilitando a vida do português. E ainda deu tempo para Kent perdeu a traseira e cair.

Moto3, GP de Aragão, corrida:

1 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 39:54.343  
2 9 JORGE NAVARRO ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda +0.193  
3 5 ROMANO FENATI ITA VR46 KTM +1.505  
4 7 ÉFREN VÁZQUEZ ESP LEOPARD Honda +1.792  
5 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM +2.466  
6 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA ONGETTA Honda +4.903  
7 88 JORGE MARTÍN ESP ASPAR Mahindra +6.512  
8 10 ALEXIS MASBOU FRA RTG Honda +15.746  
9 76 HIROKI ONO JAP KIEFER Honda +15.775  
10 16 ANDREA MIGNO ITA VR46 KTM +15.884  
11 21 FRANCESCO BAGNAIA ITA ASPAR Mahindra +16.260  
12 29 STEFANO MANZI ITA TEAM ITALIA Mahindra +16.354  
13 84 JAKUB KORNFEIL TCH SEPANG KTM +16.849  
14 6 MARÍA HERRERA ESP HUSQVARNA LAGLISSE +16.899  
15 11 LIVIO LOI BEL RW Kalex KTM +17.125  
16 24 TATSUKI SUZUKI JAP CIP Mahindra +17.560  
17 17 JOHN McPHEE ING RTG Honda +17.690  
18 81 SENA YAMADA JAP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda +31.050  
19 2 REMY GARDNER AUS CIP Mahindra +31.159  
20 91 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM +31.180  
21 58 JUANFRAN GUEVARA ESP ASPAR Mahindra +31.349  
22 95 JULES DANILO FRA ONGETTA Honda +31.383  
23 19 ALESSANDRO TONUCCI ITA AMBROGIO  Mahindra +31.759  
24 48 LORENZO DALLA PORTA ITA HUSQVARNA LAGLISSE +43.715  
25 89 KHAIRUL IDHAM PAWI MAL HONDA TEAM ASIA +47.945  
26 37 DAVIDE PIZZOLI ITA HUSQVARNA LAGLISSE +48.082  
27 22 ANA CARRASCO ESP RBA KTM +48.165  
28 41 BRAD BINDER SAF RED BULL KTM AJO +1 volta NC
29 52 DANNY KENT ING KIEFER Honda +1 volta NC
30 33 ENEA BASTIANINI ITA GRESINI Honda +1 volta NC
31 98 KAREL HANIKA TCH RED BULL KTM AJO +7 voltas NC
32 96 MANUEL PAGLIANI ITA SAN CARLO TEAM ITALIA +7 voltas NC
33 63 ZULFAHMI KHAIRUDDIN MAL SEPANG KTM +7 voltas NC
34 32 ISAAC VIÑALES ESP HUSQVARNA LAGLISSE +8 voltas NC
35 40 DARRYN BINDER RSA AMBROGIO Mahindra +8 voltas NC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube