Bastinini dá pista de futuro e vê Gresini próxima de assinar com Ducati para 2022

Hoje na Avintia, o jovem italiano tem contrato com a Ducati para o próximo ano, mas depende de um acerto da fábrica para ter uma equipe no campeonato de 2022

MotoGP preparou vídeo com imagens da carreira em tributo a Jason Dupasquier (Vídeo: MotoGP)

Enea Bastianini deu uma pista de que o futuro na MotoGP passa pela Gresini. Hoje titular da Avintia, o jovem italiano tem contrato com a Ducati para 2022, mas depende de um acerto entre a montadora italiana e a alguma outra equipe.

A escuderia de Raúl Romero vai se despedir da classe rainha no fim deste ano, mas será substituída pela VR46. Apesar de a equipe de Valentino Rossi também estar negociando com a casa de Bolonha, esta não é uma opção para Enea, já que ele não integra a Academia de Pilotos VR46.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Enea Bastianini aguarda negociações da Ducati para saber onde vai correr em 2022 (Foto: Avintia)

LEIA TAMBÉM
⇝ Itália contrasta melhor e pior do esporte e evidencia força extraordinária de pilotos
⇝ Rins abusa de quedas em momentos cruciais e sai da briga pelo título da MotoGP
⇝ Vale tudo no amor e na guerra? Tática de Marc Márquez causa polêmica na Itália

Assim, Bastianini tem como única opção uma terceira equipe satélite, uma vez que a Pramac já tem garantidos Johann Zarco e Jorge Martín. Neste cenário, a Gresini desponta como única alternativa.

Ainda no ano passado, a equipe acertou a separação da Aprilia, que passará a ser uma estrutura oficial no próximo ano. Agora sob o comando de Nadia Padovani, viúva de Fausto, a Gresini negocia para ter duas Desmosedici em 2022.

Um acerto com a Gresini, além de poder levar para oito o número de motos Ducati no grid, também resolve uma dor de cabeça para a casa de Bolonha, que já tem contrato com Bastianini para o próximo ano.

“Sim, a Gresini está muito próxima de assinar com a Ducati”, disse Bastianini. “No momento, não tenho mais nenhuma notícia além dessa. Vamos ver o que acontece neste fim de semana e no próximo. Eu gostaria de continuar com a Ducati e acho que pode ser possível, mas, no momento, ainda não sei”, seguiu.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 6 de junho para o GP da Catalunha. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

LEIA TAMBÉM
⇝ Fatos e curiosidades sobre o GP da Catalunha de MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar