Europa x Japão: chegou a hora da reação das gigantes Yamaha, Honda e Suzuki?

Pela primeira vez em 50 anos, a classe rainha do Mundial de Motovelocidade viu fábricas europeias venceram as quatro primeiras corridas do ano. Juliana Tesser analisa o começo de 2022 e as chances de as fábricas japonesas reagirem com a chegada à Europa

A Europa abriu um placar de 4 x 0 em cima do Japão nas primeiras corridas da temporada 2022 da MotoGP. Pela primeira vez em 50 anos, as montadoras europeias começaram o ano em vantagem na classe rainha, mas isso não é, não de longe, uma evidência de Yamaha, Honda e Suzuki estejam enfrentando uma grave crise no Mundial de Motovelocidade.

Ao GRANDE PRÊMIO, Juliana Tesser analisa o começo da temporada 2022 e comenta as possibilidades de o Japão ressurgir mais forte com a chegada do campeonato ao Velho Continente a partir deste fim de semana, com o GP de Portugal.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

MotoGP volta às pistas no próximo dia 23 de abril, para o GP de Portugal, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da quinta etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

LEIA MAIS
Rins manifesta apoio após pódio no GP das Américas e pede ‘paz para Ucrânia’
Márquez lamenta problema na largada e crê que teria “lutado pela vitória” em Austin
Moreira lamenta queda, mas faz balanço positivo de Austin: “Feliz com fim de semana”
MotoGP abre temporada com 4 vitórias de fábricas europeias pela 1ª vez em 50 anos
Márquez entretém com bela reação nos EUA e mostra que ainda é presente na MotoGP
Yamaha busca melhorar moto para fortalecer e equilibrar relação com Quartararo
Aleix Espargaró merece reconhecimento da Aprilia por levar RS-GP ao topo da MotoGP

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.