Quartararo cobra melhora da Yamaha nas ultrapassagens: “Estou um pouco assustado”

Francês considerou que o déficit de velocidade ainda faz da YZR-M1 um alvo fácil para as Ducati e pressionou por melhoras

A equipe divulgou um vídeo que mostra como o piloto tem se preparado para voltar a tempo de disputar a primeira etapa de 2021 (Vídeo: Honda)

Fabio Quartararo está preocupado com a capacidade da Yamaha de fazer ultrapassagens na temporada 2021 da MotoGP. O francês de Nice se disse assustado com o desempenho da YZR-M1 no Catar e pressionou por melhoras.

Assim como nos últimos anos, a Yamaha tem um déficit de velocidade importante, especialmente na comparação com a Ducati. No terceiro dia de testes em Losail, Fabio teve velocidade máxima 12 km/h inferior à melhor marca da Ducati.

Apesar da preocupação, Quartararo rodou abaixo do recorde no circuito catari e fechou o terceiro dia de testes da pré-temporada com o segundo melhor tempo, só 0s080 atrás de Jack Miller, o líder da quarta-feira (10).

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Fabio Quartararo vai estrear no time de fábrica da Yamaha em 2021 (Foto: Yamaha)

GALERIA
As imagens do terceiro dia de testes da MotoGP no Catar

A cobrança de Quartararo, porém, pode não dar grandes resultados, já que a Yamaha, assim como a maioria das equipes, não pode fazer mudanças no motor por conta da mudança de regulamento resultante de uma medida para conter os custos da MotoGP em meio à pandemia.

“Na verdade, aqui é uma das pistas onde estou um pouco assustado, porque ainda precisamos resolver alguns problemas com a moto, pois não me sinto ótimo ultrapassando”, disse Quartararo. “Precisamos dar um passo, porque na reta, infelizmente, se tem uma Ducati por perto, ela nos ultrapassa”, seguiu.

“Precisamos encontrar uma solução para ultrapassá-los de volta e tentar abrir vantagem. Então, olhando para 20 voltas, [Johann] Zarco e [Jack] Miller estão na frente, não é fácil, mas não podemos colocar 20 ou mais cavalos de potência no motor”, comentou. “Então vou fazer o meu melhor e já estamos trabalhando muito duro. Temos mais dois dias para melhorar [a freada], pois é uma área em que precisamos melhorar para dar um passo em relação aos outros pilotos”, observou.

LEIA TAMBÉM
Bastianini, Martín e Marini: os novatos da MotoGP em 2021

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube