Quartararo lidera TL3 marcado por acidente de Martín em Portugal. Marc Márquez é 15º

O piloto da Yamaha fez a melhor de 18 voltas em 1min39s044 e assegurou a liderança com 0s051 de margem para Franco Morbidelli. Francesco Bagnaia fechou o top-10 de uma atividade interrompida em bandeira vermelha por conta de uma forte queda de Jorge Martín

Marc Márquez volta a acelerar no Mundial de Motovelocidade (Vídeo: MotoGP)

Fabio Quartararo ditou o ritmo na terceira sessão de treinos livres para o GP de Portugal. Na manhã desta sexta-feira (17), o piloto da Yamaha passou ileso de uma sessão tumultuada para assegurar o topo da tabela em uma dobradinha de YZR-M1 com Franco Morbidelli.

Esta sessão matinal foi interrompida por alguns minutos por conta de uma forte queda de Jorge Martín. O piloto da Pramac Ducati precisou de atendimento médico e as primeiras informações são de que ele está consciente.

WEB STORY
⇝ Fatos e curiosidades do GP de Portugal de MotoGP. Com Marc Márquez!

Fabio Quartararo liderou o TL3 em Portugal (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Líder da sexta-feira, Francesco Bagnaia cravou 1min39s117 e ficou com o terceiro posto, à frente de Johann Zarco. Álex Rins foi o quinto, seguido por Jack Miller, que se recupera de cirurgia.

Estreante na MotoGP, Luca Marini fez a melhor de suas 18 voltas em 1min39s600 e ficou co o sétimo melhor tempo, 0s090 melhor que Aleix Espargaró, o oitavo. Miguel Oliveira e Maverick Viñales fecham o top-10.

Álex Márquez sofreu uma queda forte na curva 3 nos instantes finais da sessão e acabou em 11º, à frente de Joan Mir, Pol Espargaró e Valentino Rossi. Marc Márquez fez a melhor volta em 1min39s945 e acabou em 15º, só 0s901 atrás de Quartararo em Portugal.

O GP de Portugal, em Portimão, é a terceira etapa da temporada 2021 do Mundial de MotovelocidadeAcompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre a MotoGP.

Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP em Portimão:

O sábado em Portugal amanheceu com sol e tempo firme, mas com a temperatura baixa. Quando a MotoGP entrou na pista para o terceiro treino livre, os termômetros mediam 17°C, com o asfalto chegando a 23°C.

Com 1min41s719, Aleix Espargaró foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s235 melhor que Jack Miller. Johann Zarco era o terceiro, à frente de Joan Mir e Francesco Bagnaia.

Líder do Mundial, Zarco registrou 1min40s518 para se colocar no cume na volta seguinte, 0s314 melhor que Bagnaia, o segundo colocado. Miller era o terceiro.

Portimão tem o apelido de montanha-russa (Vídeo: MotoGP)

Em seguida, Oliveira saltou para o segundo posto, cortando para 0s064 a vantagem de Zarco na ponta. Mir, Quartararo, Morbidelli e Rossi vinham em seguida.

Franco, então, saltou para a liderança, onde ficou só por breves instantes, já que Oliveira foi 0s080 melhor. O dono da casa, porém, também não conseguiu manter a ponta, já que Zarco virou em 1min40s278, 0s046 melhor.

Ainda no começo da sessão, Morbidelli e Nakagami tiveram um desentendimento na curva 11. O ítalo-brasileiro encontrou o rival da LCR passeando pela pista quando vinha rápido, mas os dois evitaram qualquer contato.

Taka seguiu para os boxes, onde recebeu a visita do Dr. Ángel Charte. O japonês sofreu uma queda feia ontem e teve um forte impacto na clavícula.

Franco Morbidelli e Takaaki Nakagami se desentenderam no TL3 em Portimão (Vídeo: MotoGP)

Enquanto isso, Zarco, que tinha um pneu macio na frente e um médio atrás, se sustentou na liderança com 1min4s008, 0s133 melhor que Morbidelli. Bagnaia era o terceiro em Portugal, seguido por Oliveira, Quartararo, Aleix e Pol Espargaró, Viñales, Rins e Mir. Luca Marini era o 11º, à frente do irmão Valentino Rossi. Marc Márquez vinha em 19º, 1s248 atrás do líder.

Na nona volta nesta manhã, Aleix calçou a RS-GP da Aprilia com um pneu macio traseiro novo e foi a 1min40s044 para garantir o segundo lugar ― e uma vaga provisória no Q2 da classificação. O catalão, no entanto, não se deu por vencido e melhorou ainda mais, assumindo a liderança da atividade ao anotar 1min39s690.

Na LCR, a informação é de que Nakagami tinha saído dos boxes para tomar uma injeção, já que a dor na clavícula era maior que a esperada, mas voltaria para a pista em breve.

Aleix Espargaró reafirmou o crescimento da Aprilia em 2021 (Vídeo: MotoGP)

Logo depois, e também usando um pneu macio na traseira, Luca Marini foi a 1min39s761 e assumiu o segundo posto, só 0s071 atrás de Aleix. Era o segundo melhor tempo do fim de semana até aqui.

Depois de uma passagem pelos boxes, Marc Márquez voltou para a pista. O espanhol tinha o 14º tempo na sessão, 1s076 atrás de Aleix. O pelotão todo vinha coberto por 2s175.

Luca Marini apareceu mais em Portimão do que nas corridas no Catar (Vídeo: MotoGP)

Com pouco menos de 12 minutos para o encerramento do terceiro treino, Miller partiu para o ataque. Usando um par de pneus macios, o australiano anotou 1min39s345 e assumiu o comando do TL3, 0s345 melhor que Aleix.

Miguel Oliveira também melhorou e assumiu o terceiro posto, seguido por Marini e Álex Márquez. Marc também melhorou e, mesmo com um sustinho em meados, na curva 12 conseguiu avançar para 12.

Calçado a YZR-M1 com um médio na frente um macio atrás, Quartararo assumiu a liderança do treino em Portugal ao registrar 1min39s04, 0s301 melhor que Miller. Morbidelli também foi mais rápido e se colocou em terceiro.

Franco conseguiu uma nova melhora e emergiu para segundo, só 0s051 atrás de Quartararo.

Com pouco menos de sete minutos para o fim, Jorge Martín sofreu uma queda na curva 7. A moto ficou bastante danificada e o piloto visivelmente com dores, ainda debruçado na brita. A TV, porém, não mostrou as imagens do acidente.

Jorge Martín ficou visivelmente dolorido e foi retirado da pista de maca (Foto: Reprodução)

Inicialmente, a bandeira amarela foi acionada, mas, pouco depois, a sessão foi interrompida em bandeira vermelha enquanto Martín recebia o atendimento necessário. Após a sexta-feira de treinos, Jorge tinha relatado que a Ducati da Pramac estava muito agressiva na saída de curva.

Após informar que o campeão de 2018 da Moto3 estava consciente, a MotoGP exibiu as imagens do acidente. O vídeo não mostrou o começo do acidente, mas Martín deu uma sequência e piruetas na brita, sofrendo muitos impactos pelo corpo.

Após alguns minutos de paralisação, a pista foi reaberta para os 4min02s restantes deste TL3. Muitos pilotos ainda iam tentar vaga direto na fase final da classificação em Portimão. Por enquanto, o top-10 combinado em Portugal tinha Quartararo, Morbidelli, Miller, Aleix Espargaró, Oliveira, Marini, Álex Márquez, Pol Espargaró, Rins e Bagnaia.

Com 1min39s328, Rins saltou para terceiro. Marini também melhorou e assumiu o sexto posto, à frente de Aleix. Mais atrás, Mir foi melhor e vinha agora e décimo.

Com o cronômetro zerado, Bagnaia saltou para terceiro, seguido por Zarco. Viñales também avançou e ficou com o décimo tempo.

Álex Márquez, por outro lado, sofreu uma queda na curva 3 e precisou da ajuda dos fiscais.

MotoGP 2021, GP de Portugal, Portimão, Treino livre 3:

1F QUARTARAROYamaha1:39.044 
2F MORBIDELLISRT Yamaha1:39.095+0.051
3F BAGNAIADucati1:39.117+0.073
4J ZARCOPramac Ducati1:39.228+0.184
5A RINSSuzuki1:39.328+0.284
6J MILLERDucati1:39.345+0.301
7L MARINIAvintia VR46 Ducati1:39.600+0.556
8A ESPARGARÓAprilia Gresini1:39.690+0.646
9M OLIVEIRAKTM1:39.697+0.653
10M VIÑALESYamaha1:39.742+0.698
11A MÁRQUEZLCR Honda1:39.796+0.752
12J MIRSuzuki1:39.818+0.774
13P ESPARGARÓHonda1:39.828+0.784
14V ROSSISRT Yamaha1:39.912+0.868
15M MÁRQUEZHonda1:39.945+0.901
16B BINDERKTM1:40.196+1.152
17D PETRUCCITech3 KTM1:40.302+1.258
18E BASTIANINIAvintia Ducati1:40.343+1.299
19J MARTÍNPramac Ducati1:41.046+2.002
20L SAVADORIAprilia Gresini1:41.190+2.146
21T NAKAGAMILCR Honda1:41.566+2.522
22I LECUONATech3 KTM1:41.568+2.524

LEIA TAMBÉM
⇝ Moreira domina classificação e crava pole em Portimão na estreia na Rookies Cup

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube