Quartararo pena na pista meio molhada em dia que Ducati domina tabela em Misano

Jack Miller comandou com folga o primeiro dia de treinos da MotoGP para o GP do Feito na Itália e da Emilia-Romanha, formando uma dobradinha da Ducati com Johann Zarco. A melhor Yamaha, porém, foi a de Fabio Quartararo, que ficou apenas em 16º

ADEUS DE ROSSI E TRIBUTO A SIMONCELLI: MOTOGP TRANSBORDA EMOÇÃO EM MISANO | GP às 10

A Ducati começou o fim de semana do GP do Feito na Itália e da Emilia-Romanha, em Misano, em plena forma. Após o primeiro dia de treinos, a casa de Bolonha fechou a sexta-feira (22) com o melhor tempo, com Jack Miller encabeçando a tabela. E com muita sobra.

Em um dia de pista molhada, o australiano anotou 1min41s305 e fechou o primeiro dia em Misano com 0s927 de vantagem para Johann Zarco, formando um 1-2 de Desmosedici com o piloto da Pramac. Além dos dois ponteiros, a Ducati viu outros três pilotos dentro do top-10: Luca Marini foi sexto, Francesco Bagnaia ficou em oitavo e Jorge Martín terminou em décimo. As duas exceções foram Enea Bastianini, em 12º, e Michele Pirro, em 18º.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jack Miller colocou a Ducati na ponta no TL2 (Foto: Red Bull Content Pool)

MATEMÁTICA DO TÍTULO
Com 52 pontos de frente, Quartararo tem primeira chance de fechar título de 2021 da MotoGP em Misano

“É muito satisfatório ter um dia como estes. Ainda mais, pois tinha algo mais para dar no final da sessão”, disse Jack. “Eu podia ter colocado um pneu novo com a melhora da pista no final, mas não coloquei”, explicou.

“Foi um primeiro dia muito bom, mesmo que a gente não encontre muito este tipo de condição”, ponderou.

Na visão de Jack, porém, a performance exibida nesta sexta-feira pela Ducati não é resultado apenas da chuva, mas do pacote em si.

“A Ducati está indo muito bem no molhado, mas poderemos brigar se for no seco ou no molhado”, garantiu.

Dono do oitavo melhor tempo, 1s364 atrás do companheiro de Ducati, Bagnaia considerou que Miller fez a diferença, mas saiu satisfeito.

“Me vi muito bem. Não só consegui fazer uma boa volta na última saída, testando os pneus duro e médio, mas, com o frio, não funcionou muito bem. O ritmo foi muito bom, só Miller que fez a diferença”, reconheceu.

O vice-líder do Mundial sofreu uma queda no fim da manhã, mas escapou de lesões. “Está claro que tenho de forçar, tenho de ficar na ponta. Travei a frente na Quercia e caí, mas tudo bem”, falou.

Pecco reconheceu que tem uma diferença grande para Quartararo na classificação e afirmou que se dá por satisfeito com uma boa corrida.

“Vivo muito bem este momento. Sei que 52 pontos atrás de Quartararo é muita coisa, com certeza ele pode controlar, ainda restam três corridas e ele pode ficar bem confortável, mas, da minha parte, estou tentando continuar meu crescimento e me divertir como fiz nas primeiras três ou quatro corridas, levando para casa o melhor resultado possível. Fazer um bom GP é suficiente para mim. Acreditar? Sempre..”, acrescentou.

Destaque na primeira passagem por Misano em 2021, quando estreou no pódio com um terceiro lugar, Enea Bastianini ficou fora do top-10, mas celebrou o primeiro dia de trabalhos na pista adriática.

“Foi um dia positiva e estou feliz com a minha performance. Foi uma pena, pois, por 0s040 estou fora do Q2”, lamentou Enea. “Ainda tenho de melhorar no molhado. No TL2, demos um passo à frente e terminei em 12º. Quando a pista secou, me senti mais confortável na moto, mas, mesmo assim, tudo foi muito complicado. No geral, estou feliz com o meu primeiro dia em Misano e amanhã vamos tentar melhorar para estarmos no Q2”, avisou.

Em um fim de semana em que os italianos precisam evitar a coroação de Fabio Quartararo para poder seguir sonhando com o título, a Ducati começou como deveria e ainda viu o francês ficar na metade inferior da tabela. Com 1min43s097 na melhor volta do dia, ‘El Diablo’ ficou só em 16º, 1s792 atrás de Miller.

Apesar do atraso, a preocupação de Fabio não foi com a pista molhada, mas com o desempenho da YZR-M1 quando o asfalto começou a secar.

Fabio Quartararo reclamou da performance da M1 na pista secando (Foto: Yamaha)

WEB STORY
Como está o grid da MotoGP para a temporada 2022?

“O TL1 foi bem difícil. No TL2, fiquei realmente feliz, pois melhorei meu tempo de volta desde a primeira volta e consegui uma boa posição. Estava em sétimo quando parei, mas, assim que a pista secou, foi um desastre”, disse Fabio. “Não tinha feeling nenhum e foi como se a moto tivesse mudado completamente”, comentou.

“Mas sinto que este é um fim de semana normal. Não estou dizendo que não há pressão, mas sinto como se fosse normal”, explicou. “Encaramos hoje como algo que precisamos melhorar, pois o próximo ano será certamente importante para sermos consistentes e estarmos em uma melhor posição se tivermos corrida na chuva. É um pouco frustrante não estar no top-10 hoje, pois sinto que com a pista totalmente molhada, tínhamos potencial. É duro, mas vamos tentar fazer um ótimo resultado no TL3”, sublinhou.

Terceiro na tabela, Aleix Espargaró tardou a engrenar nesta sexta-feira, mas saiu feliz com a presença no top-10 combinado.

“Quando as condições são difíceis como hoje, estar no top-10 é sempre fundamental”, comentou. “De manhã, com a pista extremamente molhada, não tive as melhores sensações. Me faltava aderência. Trabalhamos nisso e conseguimos melhorar para o Tl2, em parte porque a pista estava secando. Esperei até os minutos finais para tentar uma volta rápida, sabendo que encontraria uma linha quase seca onde os pneus de chuva aqueceriam rapidamente, e funcionou. Para amanhã, nosso plano vai depender muito do clima, considerando o fato de que provavelmente será uma corrida no seco no domingo”, explicou.

MotoGP define o grid de largada do GP do Feito na Itália e da Emília-Romanha, em Misano, no sábado (23), às 9h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

LEIA TAMBÉM
Quartararo aumenta vantagem e tem primeiro match-point da MotoGP em Misano
Marc Márquez devora adversários e reestabelece reinado no Circuito das Américas
Dez fatores que explicam por que Quartararo está a caminho do título da MotoGP
Suzuki aparece irregular e longe das vitórias, e Mir vê defesa do título escapar
Marc Márquez 2011 x Raúl Fernández 2021: recordistas de vitórias na estreia na Moto2
MotoGP estica corda com maior calendário da história para temporada 2022
Esquerda ou direita? O que estatísticas dizem sobre força de Marc Márquez na MotoGP
Gardner x Raúl Fernández: duo da Ajo engrandece disputa da Moto2 na temporada 2021
Ducati forma aliança para ajudar Bagnaia a derrotar Quartararo na reta final da MotoGP
Yamaha repete Honda e põe Darryn Binder para dar passo maior que a perna na MotoGP

MOTOGP MOSTRA DUAS CARAS EM DECISÕES ENVOLVENDO SEGURANÇA EM 2021 | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar