Folger supera Cortese com folga e abre trabalhos em Motegi com melhor marca no 1º treino da Moto3

Jonas Folger foi o mais rápido na primeira sessão de treinos livres para o GP do Japão. O germânico anotou 2min00s219 em seu melhor giro na manhã desta sexta-feira (12) em Motegi e fechou a atividade à frente de Sandro Cortese e ZulFahmi Khairuddin

Jonas Folger foi o mais rápido no primeiro treino livre da Moto3 para o GP do Japão. O piloto da Aspar anotou 2min00s219 em seu melhor giro na manhã desta sexta-feira (12) em Motegi e fechou a atividade 0s272 à frente de Sandro Cortese. ZulFahmi Khairuddin bateu Maverick Viñales já com o cronometro zerado e completa o top-3.

O treino em Motegi começou com sol, mas com o asfalto ainda molhado por conta da chuva que atingiu o traçado durante a noite de quinta-feira. Folger mostrou força desde o princípio, mas Cortese e Viñales também comandaram parte do exercício.

Folger recuperou a ponta nos instantes finais e não teve sua marca batida até o cronometro apontar o fim dos 40 minutos previstos para o treino.

Folger seguirá com a Aspar na temporada de 2013 da Moto3 (Foto: MotoGP)

Danny Kent ficou com a quinta marca da sessão ao anotar 2min00s697. O britânico ficou 0s241 à frente de Romano Fenati, o sexto. Alberto Moncayo aparece na sequência, seguido por Luis Salom e Miguel Oliveira. Jack Miller foi o décimo.

 

Saiba como foi o primeiro treino da Moto3 nesta sexta-feira no Japão:
 
O treino desta sexta-feira no Japão começou com sol, mas o asfalto de Motegi seguia com pontos molhados por conta da chuva da noite anterior. Viñales se instalou na ponta da tabela de tempos logo nos minutos iniciais da sessão, mas logo teve sua marca batida por Oliveira, que cravou 2min06s418.
 
Folger apareceu a sequência e baixou a marca do piloto lusitano em 0s193. Kornfeil vinha em terceiro, seguido por Salom, Álex Márquez, Rossi, Miller, Danny Webb e Brad Binder. 
 
Enquanto o piloto da Aspar seguia baixando suas marcas, Rossi anotou 2min02s797 e subiu para a segunda colocação, 0s086 à frente de Viñales, que vinha em terceiro. Fenati era o quarto, com Oliveira em quinto e Cortese em sexto. 
 
Com pouco mais de dez minutos de atividade no circuito nipônico, Cortese assumiu a frente ao marcar 2min01s525, 0s508 à frente de Oliveira, que passou a ocupar a segunda posição. 
 
Rossi respondeu na sequência e passou à frente do lusitano. Khairuddin também foi mais rápido e assumiu o terceiro posto. O francês do Team Germany baixou seu tempo de volta para 2min01s231 e passou a ditar o ritmo dos trabalhos. 
 
Enquanto Rossi seguia na ponta, Viñales também conseguiu ser mais veloz e assumiu o quarto posto, à frente de Khairuddin, Oliveira e Miller.  
 
Faltando menos de 15 minutos para o fim da sessão, Folger cravou 2min00s885 e assumiu a primeira colocação da folha de tempos com 0s338 de vantagem para o líder da temporada.
 
Na sequência foi a vez de Fenati exibir uma boa forma. O italiano anotou as duas melhores parciais nos primeiros dois setores de Motegi, mas não conseguiu manter a forma e permaneceu no quarto posto. 
 
Quem levou a melhor foi Viñales. O piloto da Blusens Avintia cravou 2min00s609 e assumiu a ponta. Mais atrás, Rossi caiu na curva enquanto tentava melhorar seu tempo, mas não se machucou.
 
Kent, que fechou com a Tech 3 para estrear na Moto2 em 2013, também melhorou o ritmo e subiu para a segunda colocação, 0s177 atrás de Maverick, que voltou aos boxes para trabalhar no desempenho da FTR Honda. 
 
Com menos de cinco minutos para o encerramento da primeira atividade em Motegi, Viñales seguia na ponta, mas agora era seguido por Folger e Kent. Cortese aparecia na quarta posição, com Fenati em quinto e Oliveira em sexto. 
 
Folger apertou o ritmo e assumiu a ponta ao registrar 2min00s219. Cortese também melhorou e passou Viñales, assumindo a segunda posição. Com o fim dos 40 minutos de sessão, Folger ficou com a ponta, mas Cortese e Khairuddin conseguiuram melhorar e completaram o top-3.
 

Moto3, GP do Japão, Motegi, 1º Treino Livre:

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube