FOTO: KTM volta à pista para teste com Pol Espargaró e Pedrosa na Áustria

A KTM encerrou o jejum e voltou para a pista nesta semana para dois dias de testes no Red Bull Ring. Pol Espargaró e Dani Pedrosa participaram da atividade, mas Brad Binder ficou de fora por conta das restrições de viagem resultantes da pandemia do novo coronavírus

LEIA TAMBÉM

⇝ Lado a lado: Rossi X Quartararo

⇝ Ducati busca milagreiro, mas mostra impaciência para aguardar milagre

Coube à KTM a missão de quebrar o silêncio da MotoGP nas pistas em 2020. A marca austríaca colocou a RC16 na pista do Red Bull Ring para dois dias de testes com Pol Espargaró e Dani Pedrosa.

 
Enquanto a Europa começa a adotar medidas de desconfinamento em meio à pandemia do novo coronavírus, a KTM conseguiu liberação para testar na Áustria nesta quarta e quinta-feira. A atividade contou com a participação de mais de 20 membros da equipe ― a maioria viajou dentro da Áustria, mas alguns também se deslocaram de territórios vizinhos ― e todos passaram por testes de COVID-19.
Pol Espargaró notou a diferença de ficar tanto tempo longe da moto (Foto: Philip Platzer/KTM)
Paddockast #62
QUAL O LUGAR DE VETTEL NA HISTÓRIA DA F1?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

 
“Acho que nunca passei tanto tempo sem moto, especialmente de competição, então foi um pouco difícil nas primeiras saídas, mas logo cheguei no ritmo que tive no Catar. Foi ótimo voltar à ação e acho que todos nós sentimos isso: tinham muitos sorrisos nos boxes”, contou o caçula dos Espargaró. “Tecnicamente, conseguimos alguma melhora. A primeira prioridade foi recuperar as sensações de volta com a moto, mas também trouxemos bastante coisas para testar e isso foi interessante. O clima bom fez com que pudéssemos brincar bastante com a moto e melhoramos especialmente o chassi, mas também alguma eletrônica. Estou realmente feliz. Agora só estamos ansiosos pela primeira corrida”, completou.
 
Chefe do time, Mike Leitner fez um balanço positivo da atividade, especialmente pelo impacto na mentalidade da equipe. 
Dani Pedrosa é piloto de testes da KTM (Foto: Philip Platzer/KTM)
“Estou muito feliz por termos podido organizar esses dois dias aqui em Spielberg e colocar o time da MotoGP de volta na pista. Foi um grande esforço, mas testamos todo mundo, fizemos acontecer e acho que isso foi chave para a mentalidade da companhia, do time, de todos no departamento de corridas e, especialmente, dos pilotos”, apontou Leitner. “No geral, demos sorte com o clima. Foi bom para Pol voltar à velocidade de corrida: depois de um tempo tão longo longe das pistas, os pilotos realmente precisavam de voltas. Para Dani, também foi importante reiniciar o programa de testes. Obrigado ao time por fazer isso acontecer e a Spielberg por nos deixar testar aqui. Agora esperamos mais notícias sobre o calendário em meados de junho e estamos ansiosos para voltar a correr”, completou.
 
Por fim, Pit Beirer explicou que tinha prometido aos funcionários da fábrica que a equipe da MotoGP seria a primeira a voltar aos trabalhos. 
 
“Ver as motos na pista ― onde é o lugar delas ― foi ótimo para todos nós. Foi um prazer ver os rostos felizes dos pilotos e das equipes, mas aí foi um retorno ao trabalho como normal. Nós tentamos aproveitar ao máximo o tempo no Red Bull Ring. Com Pol, nós conseguimos testar a moto de 2020 em uma nova pista e com Dani fizemos um extensivo programa de testes. Mas, o mais importante, foi também o significado: estamos fazendo grandes progressos”, comentou o diretor da divisão de esportes a motor da KTM. “Teremos, definitivamente, um calendário interessante pela frente e é hora de preparar nosso time para isso. Nas últimas semanas e meses, fomos muito radicais com a nossa resposta à situação do vírus por meio do fechamento do nosso departamento de esportes a motor, mas eu prometi ao time que seriamos os primeiros a sair. E nós conseguimos cumprir essa promessa aqui no Red Bull Ring”, encerrou.
 
A KTM planeja outra atividade privada em breve, mas ainda não definiu uma data.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube