Bagnaia espera “tirar proveito” de punição a Quartararo para manter chance de título

Francesco Bagnaia está a 66 pontos de Fabio Quartararo e terá a chance de descontar a diferença no GP da Grã-Bretanha. Mas, para isso, o italiano da Ducati sabe que precisa evitar erros e completar a prova

A punição a Fabio Quartararo no GP da Holanda, antes da parada para as férias, ainda dá o que falar na MotoGP, mas ainda que muitos tenham considerado a decisão da direção de prova injusta com o piloto da Yamaha, o fato é que o líder do Mundial 2022 já começa a corrida na Grã-Bretanha em desvantagem. E é nisso que Francesco Bagnaia espera tirar proveito para ainda se manter vivo na disputa do título.

O italiano da Ducati está, no momento, em quarto lugar com 106 pontos, a 66 de Quartararo. Pecco reconhece o valor da oportunidade que terá para descontar alguns pontos na tabela, mas lembrou também que isso só vai acontecer se conseguir chegar até o final da corrida.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Fabio Quartararo terá de pagar uma volta longa no GP da Grã-Bretanha (Foto: Divulgação/MotoGP)

“É certamente uma vantagem, e poderia me ajudar a recuperar alguns pontos”, admitiu Bagnaia. “Fabio vai perder tempo e eu tenho de ser capaz de tirar vantagem dessa situação.”

“Se ainda quero ter alguma chance de brigar pelo título, terei de terminar as corridas, mesmo as que eu não tiver chance de vencer. Esse ano, venci três corridas, mas também caí três vezes, e ter consistência é importante. Tenho de ser tão competitivo quanto tenho sido agora, mas sempre cruzando a linha de chegada ao fim”, completou o piloto.

Ao ser questionado sobre a volta longa aplicada a Quartararo — que, na visão dos comissários, foi “muito ambicioso” ao tentar ultrapassar Aleix Espargaró no início da corrida passada, quase levando o espanhol da Aprilia ao chão —, Pecco deixou claro que não concordava, e ainda apontou para a falta de coerência no julgamento dos incidentes recentes na MotoGP.

“Não concordo com essa penalização. É difícil para nós, pilotos, entendermos como essas punições são atribuídas. Por incidentes parecidos, eu, no Catar, e [Jack] Miller, em Portimão, não fomos punidos, nada foi feito com [Takaaki] Nakagami em Barcelona, mas com Fabio, sim”, analisou.

Por fim, o #63 quer fechar a semana em Silverstone com um bom resultado, uma vez que essa é uma das suas pistas preferidas. “É uma das pistas favoritas de todos, e fui muito competitivo lá no ano passado. Não tive um um bom começo de fim de semana, mas resolvemos os nossos problemas no TL4 e na classificação. No domingo, porém, tive problemas com os pneus traseiros. Acho que posso ser rápido. A carenagem nova de 2022 vai ajudar”, encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar