Morbidelli diz que estreia na Yamaha é “um dia de que vou me lembrar para sempre”

Ítalo-brasileiro contou que não teve grandes dificuldades com o joelho recém-operado, mas avaliou que não podia traçar um paralelo entre a moto de fábrica e a da SRT já que passou muito tempo sem guiar

17 de setembro de 2021 é um dia que ficará para sempre na memória de Franco Morbidelli. Na sexta-feira, o ítalo-brasileiro estreou com a equipe de fábrica da Yamaha, justamente no GP de San Marino e da Riviera de Rimini, em Misano.

Morbidelli começou o ano como piloto da SRT, mas depois de uma ausência de cinco GPs por conta de uma cirurgia no joelho esquerdo, voltou à MotoGP como titular da Yamaha. O piloto conhecido pelo #21 foi escolhido pela fábrica dos três diapasões para substituir Maverick Viñales, que foi dispensado pela equipe depois de ser flagrado tentando danificar propositalmente a YZR-M1 no GP da Estíria.

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades sobre o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?

Franco Morbidelli guiou pelo time de fábrica pela primeira vez em Misano (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Com a promoção, Morbidelli abandonou uma moto desatualizada, de 2019, para guiar a versão mais moderna da M1. O piloto nascido em Roma fechou a sexta-feira com o 16º tempo, com 1min33s570.

“Eu queria poder falar sobre a diferença entre as duas motos, mas a verdade é que não consegui sentir nada hoje”, disse Morbidelli. “Subir na moto depois de tanto tempo já faz com que pareça uma nave espacial”, comentou.

“Assim, não posso dar nenhum feedback ou nada do tipo em relação a diferença entre as duas motos, pois é muito tempo entre elas”, justificou.

O ítalo-brasileiro destacou que a estreia pela equipe de fábrica da Yamaha é um dia que “nunca vou esquecer”.

“Hoje foi um dia de que vou me lembrar para sempre. É muito bom ter esse tipo de entorno e foi muito bom ter esse TL1 e TL2 em Misano com essas cores”, declarou. “Com certeza, vou me lembrar para sempre”, insistiu.

Por fim, Morbidelli contou que não teve tantos problemas no joelho esquerdo, que passou por uma cirurgia no menisco e no ligamento anterior cruzado.

“Além disso, o dia correu bem ok. Tive mais dificuldade com o joelho nesta manhã do que nesta tarde”, relatou. “No molhado, as sensações são muito menores e, além disso, tentei encontrar uma maneira de colocar a perna na pedaleira facilmente ao longo do dia”, explicou.

“Quando mais voltas fazia, mais soluções tentava e encontrava”, ponderou. “Diria que o problema se tornou cada vez melhor ao longo do dia. Espero que seja melhor amanhã sob esse ponto de vista. Foi, definitivamente, um bom dia para mim. Vou me lembrar disso”, concluiu.

A MotoGP volta às pistas no próximo domingo (19) para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Bagnaia se agiganta em duelo com Marc Márquez e vence no melhor estilo em Aragão
Marc Márquez ainda tem em lesão limitador, mas segue sendo piloto vigoroso de antes

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar