Morbidelli rejeita rótulo de azarão na MotoGP e diz que prefere “ser o favorito”

Franco Morbidelli relembrou os tempos de Moto2, quando foi campeão em 2017, para provar que gosta de ser o favorito nas pistas. O ítalo-brasileiro ainda comentou sobre as dificuldades que enfrenta neste ano

Diogo Moreira testou com a equipe de Aki Ajo em Barcelona (Vídeo: Divulgação)

Franco Morbidelli ainda não brigou por vitórias em 2021, como fez no ano passado. A temporada começou dura para o ítalo-brasileiro da SRT Yamaha, com resultados discretos e uma reação mesmo sem uma moto de fábrica, diferente dos demais pilotos da montadora japonesa.

Com uma YZR-M1 de 2019 com alterações, Morbidelli vê as demais montadoras do grid da MotoGP evoluírem e causarem problemas nos treinos e corridas. Após um período de frustração, porém, o piloto espera resolver os problemas de performance do equipamento.

“Neste ano, é muito fácil ter essa perspectiva porque minha situação técnica me dá uma pequena desculpa neste assunto”, disse ao podcast Last on the Brakes.

Franco Morbidelli em ação no GP da França (Foto: Divulgação/MotoGP)

LEIA TAMBÉM
⇝ Miller engrena com vitórias seguidas e assume protagonismo na temporada da MotoGP
⇝ WEB STORY: Com Miller, Zarco e Quartararo, MotoGP tem pódio incomum na França
⇝ Frio, chuva e reclamações: MotoGP precisa dar segurança e rever data do GP da França
⇝ Divertida e disputada, MotoE precisa de mudanças. E já tem parte da solução nas regras
⇝ Quartararo mostra evolução e consistência para brigar por título desperdiçado em 2020
⇝ Com Masià lesionado, Ajo escala Moreira para dois dias de testes da Moto3 em Barcelona
⇝ Yamaha e Ducati mostram forças opostas e disputam protagonismo na MotoGP em 2021
⇝ Ducati ou Yamaha: quem vai equipar a VR46 na temporada 2022 da MotoGP?
⇝ Descoberta de Barros e fruto do motocross: Moreira é nova joia do motociclismo brasileiro
⇝ Quartararo versus Miller: a trajetória dos protagonistas da temporada 2021 na MotoGP

“Após um período inicial de frustração, eu tenho que dizer que o sentimento se foi. Uma grande pressão foi embora. Eu preciso tentar melhorar e eu preciso colocar a moto no topo. Mas eu também que fazer isso é muito difícil, então eu nem me pressiono muito”, completou Morbidelli.

O ítalo-brasileiro, no entanto, não gosta de ser o azarão no grid da MotoGP e quer voltar a ser favorito, como na temporada 2017 da Moto2, quando conquistou o título com autoridade. “Eu amo ser o favorito, é a melhor posição. Ser favorito significa que você tem tudo a seu lado. E você precisa andar na ponta e vencer. Estive nessa posição na Moto2, me senti bem e venci”, pontuou.

A MotoGP volta à ação no dia 30 de maio, em Mugello, para o GP da Itália. O GRANDE PRÊMIO acompanha todos os detalhes da sexta etapa do Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar