Morbidelli afirma que Rossi “ainda tem potencial” para vencer na MotoGP

Companheiro do multicampeão na SRT Yamaha, o ítalo-brasileiro avaliou que, se conseguir colocar tudo que sabe na pista, Rossi tem condições de voltar a vencer na classe rainha do Mundial de Motovelocidade

Marc Márquez acabou a corrida em Portimão cansado e emotivo (Vídeo: MotoGP)

Franco Morbidelli acredita que Valentino Rossi ainda pode voltar a vencer na MotoGP. Companheiro do multicampeão na SRT Yamaha, o vice-campeão vigente considera que, se conseguir colocar na pista tudo o que sabe, o piloto famoso pelo #46 pode alcançar o topo do pódio.

Rossi vive uma fase ruim na classe rainha. Longe do pódio desde o terceiro lugar no GP da Andaluzia, Rossi somou apenas quatro pontos nas primeiras três corridas de 2021 e caiu no GP de Portugal quando vinha mostrando um ritmo melhor.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Franco Morbidelli acredita que Valentino Rossi pode voltar a vencer na MotoGP (foto: SRT)

VEJA TAMBÉM
⇝ Quartararo leva melhor em revanche com Portimão e mostra maturidade na MotoGP
⇝ Polêmicas em Portimão ligam alerta da MotoGP com novos painéis e limites de pista
⇝ Inconstante, Viñales tem desafio de provar que GP de Portugal pífio foi acidente
⇝ Até quando? Haters sobem tom e afastam pilotos da MotoGP das redes sociais

Em entrevista coletiva organizada pela Petronas que contou com a participação do GRANDE PRÊMIO, Morbidelli foi questionado se acredita que Rossi ainda pode chegar ao décimo título e afirmou que o mentor pode, pelo menos, voltar a vencer.

“Se Vale conseguir colocar na pista o que ele sabe, acho que ele ainda é capaz de, pelo menos, vencer corridas”, disse Morbidelli. “Daí a lutar pelo campeonato, tem muitas coisas e, no momento, ninguém pode dizer que Valentino ainda poderá lugar por um campeonato”, continuou.

“Mas, com certeza, se ele conseguir colocar na pista o que ele sabe fazer, tenho certeza de que ele poderá lutar por vitórias. Se você luta por vitórias, aí você luta pelo campeonato”, ponderou. “O primeiro passo é começar a lutar por vitórias outra vez. E acho que ele ainda tem o potencial”, defendeu.

Assim como já fez anteriormente, Morbidelli destacou que teve em Rossi um professor.

“Eu aprendi muitas coisas. Muitas, muitas coisas. Basicamente, tudo que sei sobre ser um atleta profissional, aprendi com ele. São muitas, muitas coisas. Coisas pequenas, grandes, coisas demais para dizer”, considerou.

Por fim, Franco disse acreditar que é possível, no regulamento atual, que um piloto satélite conquiste um título na MotoGP, mas ressaltou que não se vê como um candidato para uma eventual equipe da VR46 na classe rainha, já que entende que a estrutura italiana deveria focar em jovens talentos.

“Com o regulamento atual, um piloto satélite pode lutar pelo campeonato. Acho que sim”, opinou. “E tem ainda mais chances se tem a especificação mais atual. Então, sim, um piloto satélite pode lutar pelo campeonato se for capaz de se sair bem”, sublinhou.

“No momento, eu corro pela Petronas SRT Yamaha. E foco nisso. Em relação ao meu futuro, ainda não sei. Correr pela VR46, talvez em um futuro distante, poderia ser bom, mas acho que a VR46 deveria focar em jovens talentos, em subir jovens talentos da Academia”, falou. “Eu já estou há quatro anos na MotoGP e, sim, sou jovem, mas não tão jovem assim. Não acho que esteja no alvo de uma eventual equipe da VR46”, concluiu o piloto de 26 anos.

A MotoGP volta às pistas em 2 de maio, para o GP da Espanha, em Jerez de la FronteraAcompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar