MotoGP

GP às 10: ‘Dream team’ da Honda faz aparição inesperada e abala roteiro de 2019 da MotoGP

Em uma das maiores lambanças da carreira, Jorge Lorenzo fez as vezes de um companheiro perfeito e ajudou ― involuntariamente, claro ― Marc Márquez a abrir vantagem na classificação. E quem paga o preço? A torcida

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Quando Jorge Lorenzo foi contratado pela Honda, a manchete ‘dream team’ foi a mais popular nos jornais do mundo. Até aqui, no entanto, a expectativa vinha sendo muito aquém da temporada. 
 
Na Catalunha, no entanto, o #99 fez as vezes de companheiro perfeito e, com uma das maiores lambanças da carreiras, ajudou Marc Márquez a ampliar sua vantagem no topo da tabela do campeonato. Fosse outro, os 37 poderiam não ser tão assustadores. Mas o #93 vem num ano daqueles.
 
A torcida, claro, que sai prejudicada, já que todo mundo prefere aqueles campeonatos disputados até a última curva da última volta da última corrida. 

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.